TVI reforça parceria com Prime Video

Por a 1 de Fevereiro de 2024

A parceria que a TVI estabeleceu com a Prime Video para o reboot da série “Morangos com açúcar”, também exibida na plataforma da Amazon, vai ser alargada a outras produções ficcionadas. A intenção é reforçar a exibição da ficção da estação noutros mercados, desenvolvendo formatos exportáveis, como (também) é o caso de “Cacau”, a nova telenovela da TVI, produzida pela Plural Entertainment, parcialmente gravada no Brasil. Uma produção que, além de atores brasileiros, também é falada no sotaque dos dois países.

“Este é um grande projeto que simboliza a ambição que a TVI tem para a sua ficção. Não podemos pensar apenas neste retângulozinho em que estamos. Devemos preparar-nos para enfrentar os desafios que existem hoje em dia em todo o mundo. Temos um trunfo que é a nossa língua e, como existem mais de 200 milhões de falantes no mundo inteiro, é bom que nós, ao projetarmos os nossos novos formatos, pensemos em alargar o nosso mercado”, assume José Eduardo Moniz, diretor-geral do canal, em declarações ao Meios & Publicidade.

“Temos, neste momento, várias coisas em andamento, inclusive em produção com a Prime. A seu tempo, divulgá-los-emos, porque são vários”, revela o responsável. “São séries”, confidencia, no entanto. As novidades de ficção não se esgotam, todavia, nessas produções. “Temos, pelo menos, mais uma novela para fazer. Estamos, neste momento, a iniciar a nossa mecânica de decisão interna para ver exatamente o que vai para o ar daqui por uns tempos”, desvenda. Por decidir está também o local das gravações dessa nova produção.

“Não nos podemos estar a meter em cavalarias altas com muita frequência”

Após a gravação parcial de “Cacau” em Itacaré, no Brasil, o mais certo é a nova telenovela ser rodada em Portugal. “Estas produções são muito dispendiosas. Não nos podemos estar a meter em cavalarias altas com muita frequência. Temos de saber dosear as produções de acordo com aquelas que são as nossas disponibilidades orçamentais”, justifica José Eduardo Moniz. A par da ficção e da informação, o entretenimento é outra das apostas fortes do canal da Media Capital, que já anunciou o regresso do reality show “Big Brother” em março.

“Temos várias coisas pensadas, que também divulgaremos em tempo próprio”, assegura o diretor-geral da estação de Queluz de Baixo. O segredo é a alma do negócio. “Temos dois ou três programas que estão a ser preparados e que vão aparecer daqui a muito pouco tempo. Não quero ainda dizer o que são”, desabafa o responsável, levantando todavia a ponta do véu em relação a outras novidades também vão reforçar a visibilidade do canal. “Temos projetos grandes no âmbito da Media Capital e não apenas da TVI”, avança o dirigente.

“Não quero desvendar o véu ainda, mas são coisas em que nós queremos tirar partido das sinergias de grupo e estamos a trabalhar com afinco para encontrarmos as soluções boas”, garante José Eduardo Moniz. Os timings ainda não estão fechados mas estão alinhavados. “No primeiro trimestre, é difícil, mas no segundo trimestre, sim, avançarão”, garante o diretor-geral da estação, que, em janeiro, ganhou à concorrência em 16 dos 31 dias. A SIC foi, contudo, o canal mais visto, com 15% de share. A TVI não foi além dos 14,7% e a RTP1 dos 11,5%.

Deixe aqui o seu comentário