Observador (re)lança votómetro e estreia programa de análise política

Por a 5 de Fevereiro de 2024

“Tarde política” é o nome do programa que a Rádio Observador passa a transmitir diariamente, a partir desta segunda-feira, entre as 17h e as 19h. “Teremos debates, entrevistas, escrutínio e comentário sobre a campanha eleitoral”, informa o Observador. O novo espaço de análise política é conduzido pela dupla Miguel Videira e Vanessa Cruz.

Bruno Vieira Amaral, Judite França, Miguel Pinheiro, Rui Pedro Antunes e Miguel Santos Carrapatoso são os cinco comentadores residentes. “Tira-teimas” é outra das novidades da rádio. “Além de todo o noticiário relativo aos partidos políticos, estreamos este espaço de debate diário entre representantes dos oito partidos, que vai para o ar depois da síntese das 18h30”, anuncia a estação. “Prometer é fácil”, “um espaço de escrutínio das promessas eleitorais, para avaliar se são irrealistas, se resultaram nalgum contexto e quanto custam”, outra das novidades, vai para o ar antes, às 17h10.

“Caça ao voto” é outra das estreias desta segunda-feira. “Outro ponto alto em cada tarde será este espaço, com o diretor-executivo Miguel Pinheiro, o editor de política Rui Pedro Antunes e o editor-adjunto de política Miguel Santos Carrapatoso. Pelas 18h07, vão diariamente analisar quem está a ganhar e a perder votos, nos debates televisivos e nas principais ações de campanha”, revela ainda o Observador, que (re)lança também hoje a ferramenta de análise política desenvolvida internamente pela equipa de programadores com a ambição de esclarecer os indecisos.

Depois do sucesso do Votómetro nas legislativas de 2022, com mais de um milhão de participações, a aplicação, que tem a coordenação científica de Jorge Fernandes, investigador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, já teve versões para a disputa da liderança do PSD no mesmo ano e para as eleições internas no PS no final do ano passado. A partir do início da tarde desta segunda-feira, passa a estar disponível numa versão desenvolvida especialmente para as próximas eleições legislativas, com o apoio da Staples.

Deixe aqui o seu comentário