Investimento publicitário no LinkedIn é o que mais entusiasma nos EUA

Por a 12 de Fevereiro de 2024

Está longe de ser a rede social mais utilizada nos EUA mas é atualmente a que mais entusiasma os marketeers e os anunciantes, garante um novo estudo levado a cabo pela empresa norte-americana GoodFirms. Com uma taxa média de engajamento de 92,8%, o LinkedIn supera as redes sociais concorrentes. Não admira, por isso, que 93,5% dos inquiridos o coloquem no topo das prioridades de investimento publicitário para 2024, à frente do Instagram com 71,4%, do Facebook com 68,3% e do X com 61,9%.

O YouTube, na quinta posição, só reúne a preferência máxima de 42,8% dos entrevistados, surpreendentemente à frente do TikTok, que ocupa o sexto lugar, com 33,9%. Segundo a análise preditiva da GoodFirms, os próximos anos são de (muito) crescimento, com o investimento publicitário nas redes sociais a atingir, já este ano, os 219,8 mil milhões de dólares, perto de 204,1 mil milhões de euros. A taxa composta de crescimento anual prevista para o período 2024-2028 ronda os 3,86%, avança ainda o estudo.

Ainda assim, a aposta nesta área está longe de ser consensual. De acordo com o relatório, 39,7% dos marketeers canaliza menos de 25% do orçamento global de marketing para o investimento nas redes sociais. Mais de um décimo dos auscultados, 11,6%, aloca mais de 75% da verba disponível e só 15,8% investe entre 50% e 75% do montante que tem disponível nestas plataformas. As alterações constantes dos algoritmos das diferentes aplicações são uma das causas apontadas para as baixas taxas de investimento.

Deixe aqui o seu comentário