Bard passa a chamar-se Gemini e ganha uma versão (ainda) mais avançada

Por a 9 de Fevereiro de 2024

Em setembro, tinha sido melhorado, mas agora está (ainda) mais avançado. O Bard, sistema de inteligência artificial (IA) generativa da Google, lançado globalmente há um ano para concorrer com o ChatGPT e disponível em Portugal desde meados de julho do ano passado, acaba de mudar de designação comercial. Passa agora a chamar-se Gemini e ganha também uma nova versão, ainda mais evoluída tecnologicamente, o Gemini Advanced.

“Com novos nomes, novos produtos e novas maneiras de experimentar a nossa IA mais capaz, o Gemini está a evoluir para ser mais do que apenas modelos. O Gemini suporta todo um ecossistema, desde os produtos que milhares de milhões de pessoas usam todos os dias até às API e às plataformas que ajudam os programadores e as empresas a inovar”, esclarece a Google.

“Já é possível conversar com o Gemini através do nosso modelo Pro 1.0 em mais de 40 idiomas e em mais de 230 países e territórios. E agora estamos a trazer o Gemini Advanced para  ajudar o utilizador a colaborar facilmente com o melhor da IA da Google”, revela a empresa norte-americana, que vai disponibilizar o Gemini Advanced em mais de 150 países e territórios.

“Vão ter acesso ao Ultra 1.0, o nosso maior e mais capaz modelo de IA de última geração, muito mais capaz em tarefas altamente complexas, como programação, raciocínio lógico, seguir instruções com nuances e colaborar em projetos criativos. Atualmente, está disponível em inglês e e iremos alargá-lo a mais idiomas ao longo do tempo”, informa a empresa.

“O Gemini Advanced está disponível no nosso novo plano IA Google One Premium por 21,99 €/mês e com uma avaliação gratuita de dois meses, sem custos. Este plano oferece o melhor da IA da Google e os nossos avanços mais recentes, além de todos os benefícios do plano Google One Premium, como 2 TB de armazenamento. Os assinantes IA Premium vão poder, em breve, usar o Gemini no Gmail, Docs, Slides, Sheets e muito mais”, anuncia.