Portugal contraria tendência europeia. Foi o terceiro país com mais vendas na Black Friday

Por a 19 de Dezembro de 2022

Portugal conseguiu contrariar a tendência europeia ao ser o terceiro país que mais transações realizou na Black Friday, num ano em que as compras se revelaram mais fracas do que em 2021. É o que revela um estudo Sales Tracking, da Gfk Market Intelligence, que comparou as vendas realizadas na Black Friday de 2021 e 2022.

A pesquisa conclui que, com a inflação a subir um pouco por toda a Europa e a recessão económica na zona euro, os europeus retraíram-se nas compras e o volume de transações foi menor na generalidade dos países, mas não em Portugal, onde os consumidores decidiram aproveitar o período de descontos.

Comparativamente com o ano anterior, as compras na Balck Friday aumentaram 7% em Portugal. Na República Checa o aumento do volume de compras ficou 27% acima do registado na semana homóloga, assim como na Turquia, onde as transações aumentaram 24%.

Alemanha e Itália viram o volume de transações 1% mais baixo do que em 2021. Já a Grã-Bretanha e a Hungria sentiram, este ano, uma diminuição de compras de menos 3%.

No que se refere aos produtos que mais se venderam na Black Friday, por toda a Europa, a tendência na aquisição de gadgets e material tecnológico mantém-se em crescente. Em Portugal, o maior aumento de vendas registou-se nas consolas de jogos (+68% face à semana homóloga), seguindo-se as ferramentas de software (+35% face à semana homóloga). Também as máquinas de lavar roupa, tablets e máquinas de bebidas viram o seu valor de vendas aumentar em 19%, 19% e 18% respetivamente, face à semana homóloga.

O cenário é semelhante noutros países europeus. Na Alemanha, por exemplo, mini colunas de som e colunas foram os equipamentos com maior variação nas vendas em valor: +52% e +43% respetivamente, face à semana homóloga.

Em França e Espanha, as colunas de som também estão no topo da lista com crescimentos acima dos 20% face à semana homóloga. Em Itália, os produtos com maior crescimento foram tablets, com +44% face à semana homóloga.

Deixe aqui o seu comentário