TTouch renova imagem e comunicação do leilão solidário da CAPITI

Por a 30 de Setembro de 2022

“Ver para além da moldura” é o conceito criado pela TTouch para renovar a imagem e comunicação do leilão de arte solidário realizado anualmente pela CAPITI, associação que dá apoio a crianças e jovens carenciados com problemas do desenvolvimento e comportamento. “Os objetivos eram, a curto prazo, tornar mais evidente este cruzamento entre arte e saúde mental e aumentar o número de visitantes ao evento”, aponta a agência, acrescentando que, a longo prazo, a meta passa por “estabelecer este evento como relevante na agenda cultural anual”.

É nesse sentido que o evento, que terá lugar pelo sexto ano consecutivo e decorre no próximo dia 10 de outubro, quando se assinala o Dia Mundial da Saúde Mental, assume este ano uma nova designação: CAPITI Art Mind. “O conceito parte do pressuposto que, quando criam, os artistas não podem estar presos aos limites que a sociedade tantas vezes impõe. É preciso ser livre para criar arte. É preciso surpreender, sair da caixa, neste caso, da moldura. Tal como para olhar para uma pessoa é preciso ver para além do seu diagnóstico”, explica a agência, defendendo que “só assim, num caso ou no outro, conseguimos alcançar a sua verdadeira essência e descobrir que, na maior parte das vezes, o que sai da norma, o que é diferente, é o mais interessante”.

A assinatura “Ver para além da moldura” pretende refletir a convicção da CAPITI, Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Infantil, de que “as pessoas, como a arte, não têm que caber numa moldura para ser uma obra prima”.

A sexta edição do leilão artístico solidário da associação terá lugar em Lisboa, no próximo dia 10, sendo que o valor reverterá na totalidade para a missão de apoiar crianças e jovens de famílias carenciadas com problemas do desenvolvimento e comportamento. A TTouch foi responsável pela nova imagem, pela estratégia e campanha de comunicação, que envolveu artistas e crianças e que se materializou em meios digitais, filmes e mupis.

Deixe aqui o seu comentário