SIC regressa à liderança numa semana em que apenas item Outros cresce

Por a 18 de Abril de 2022

Na semana da Páscoa, marcada pelas férias escolares e pelo feriado de Sexta-feira Santa, o consumo de TV diário por indivíduo voltou a crescer, subindo cerca de 10 minutos face à semana anterior, registando agora cinco horas e 26 minutos diários.

Nas variações do share de audiência por canal, o Outros é o único item que reforça o seu valor de quota de audiência semanal, com todos os outros em tendência decrescente face à semana passada. Assim, a RTP1 regista 9,9% de share, a SIC desce até aos 16,9% de quota semanal, e também a TVI desce até aos 16,5% de quota, voltando a ficar atrás da SIC, depois de ter ultrapassado o canal da Impresa na semana passada, por uma décima. A oferta Cabo também decresce, e fica com 39,1% de quota. Como foi referido, o Outros (que inclui o visionamento em time shift, streaming e vídeo/jogos) é o único em crescimento, chega aos 15,4% de quota esta semana.

Na tabela dos canais mais vistos da cabo, o pódio não sofre alterações, continuando ocupado por CMTV, CNN Portugal e SIC Notícias. Nas restantes posições estão a Fox, Globo, TVI Reality e Hollywood, seguidos por Fox Movies, Fox Life e AXN Movies, de regresso à tabela dos mais vistos.

No topo da tabela dos programas mais vistos da semana, é mais uma vez o futebol que dá cartas, com as duas primeiras posições a pertencerem a transmissões de jogos das competições europeias: na liderança está Liga dos Campeões/Liverpool x Benfica, da TVI, seguido por Liga Europa: Rangers x Sporting de Braga, da SIC. As posições restantes são ocupadas pela novela Festa é Festa III, da TVI, pelo Jornal da Noite, da SIC e por Big Brother Famosos – Os Presentes, da TVI.

Já no Top 5 da cabo, volta o domínio total da CMTV, e também aqui o futebol assume a liderança: nas primeiras posições estão Golos: Segunda Parte/Sporting X Benfica e Golos: Primeira Parte/ Sporting X Benfica, a que se seguem Investigação CM/Burla no Crédito, Liga d’Ouro e o CM Jornal 20H, que fecha a tabela.

Fonte: Data Insights/Havas Media Group

Deixe aqui o seu comentário