ERC: Compra das rádio da Media Capital pela Bauer pode aprofundar “pluralismo”

Por a 15 de Março de 2022

Mário Ferreira, Presidente da Media Capital

O Conselho Regulador da ERC não se opôs à venda pela Media Capital Rádio à alemã Bauer Media, “por não se concluir que dela resultem perturbações indevidas ao equilíbrio do panorama radiofónico em Portugal”, refere em deliberação, citada pela Lusa. A deliberação foi aprovada “por unanimidade” a 4 de março, levando a Autoridade da Concorrência a declarar, a 8 de  março, que não se opunha à concretização do negócio.

A Autoridade da Concorrência (AdC) tinha pedido à ERC a emissão de um parecer sobre o projeto de concentração. Segundo a deliberação da ERC, no caso da transação em análise, “o risco de concentração de titularidade é inexistente, uma vez que as empresas intervenientes não têm proprietários, diretos ou indiretos, comuns”. Esta operação, “pode mesmo constituir-se como um fator de aprofundamento do pluralismo na medida em que – ao introduzir um novo proprietário no ecossistema mediático nacional – dinamize a importação e exportação de novos conteúdos e formatos entre Portugal e os restantes mercados geográficos e de produto onde se encontra presente”, lê-se no documento, citado pela Lusa.

O acordo para a venda por 69,6 milhões de euros da Media Capital Rádios ao grupo Bauer foi anunciado pelo grupo Media Capital a 3 de fevereiro.

Deixe aqui o seu comentário