Coca-Cola e a PepsiCo suspendem vendas na Rússia. McDonald’s e Starbucks encerram temporariamente

Por a 9 de Março de 2022

A Coca-Cola, PepsiCo, McDonald’s e Starbucks juntaram-se à lista de empresas que suspenderam as seus operações na Rússia, como resposta à invasão russa da Ucrânia.

“O nossos corações estão com as pessoas que estão a sofrer os efeitos inconcebíveis dos trágicos eventos na Ucrânia. Continuaremos a monitorizar e a avaliar a situação à medida em que as circunstâncias evoluem”, declarou a Coca-Cola em comunicado citado pela AdAge.

“Dados os eventos terríveis que estão a ocorrer na Ucrânia, anunciamos a suspensão das vendas da Pepsi e das nossas outras marcas globais na Rússia, incluindo 7Up e Mirinda”, indicou a PepsiCo, que tem mais de 20 mil funcionários naquele país. A decisão da PepsiCo não abrange os laticínios e alimentação para bebés, uma vez que foram considerados pela empresa como produtos essenciais para muitos russos.

“Tendo em conta os nossos valores, não podemos continuar a ignorar o sofrimento desnecessário que se está a verificar na Ucrânia”, declarou o presidente da McDonald’s, Chris Kempckinski, para justificar a decisão de encerrar temporariamente os 850 restaurantes na Rússia, onde trabalham 62 mil pessoas. Na Ucrânia os cerca de 100 restaurantes McDonald’s já se encontravam fechados. A mesma decisão foi adotada pela Starbucks, que conta com 130 cafetarias na Rússia e na Ucrânia.

As multinacionais garantem que continuam a pagar os salários aos empregados nos dois países.

Procter & Gamble suspende publicidade e marketing na Rússia

Deixe aqui o seu comentário