Bareme Rádio: Comercial e RFM separadas por uma décima

Por a 14 de Março de 2022

A Comercial mantém o estatuto de estação mais ouvida em Portugal na primeira vaga do Bareme Rádio, que dá conta de um arranque de 2022 em que a liderança no setor surge mais disputada face à despedida de 2021. As duas estações com maior audiência, Comercial e RFM, estão agora separadas por apenas uma décima. Depois de se ter tornado a primeira estação a superar a fasquia dos 20%, atingindo 20,1% de Audiência Acumulada de Véspera (AAV) na última vaga de 2021, a estação da Media Capital Rádios segue na liderança mas recua para os 19,9% de AAV naquela que é a primeira vaga do estudo da Marktest para o setor da rádio em 2022. A Comercial vê assim reduzida a vantagem para a sua concorrente direta, que se fixava em cinco décimas na vaga anterior, já que a RFM volta a alcançar o seu melhor resultado, subindo dos 19,6% com que encerrou o último ano para uma AAV de 19,8% nesta primeira vaga de 2022. A Comercial lidera igualmente em reach semanal, com 41% contra 40,9% da estação do grupo Renascença Multimédia. Esta, por outro lado, surge na frente quando o indicador analisado é o share de audiência: 24,2% contra 24% da Comercial.

Os valores alcançados nesta primeira vaga do Bareme Rádio em 2022 garantem igualmente às duas estações no topo das preferências dos ouvintes um crescimento significativo na comparação com a vaga homóloga em 2021, altura em que o setor da rádio enfrentava os efeitos de um segundo confinamento, ainda que menos castigador para as audiências do meio quando comparado com o primeiro, que em 2020 fez recuar os números da rádio para mínimos históricos. Analisada a evolução relativamente primeira vaga de 2021, os dados mais recentes do Bareme Rádio traduzem crescimentos de 1,9 pontos percentuais no caso da Comercial e de 3,5 pontos percentuais no caso da RFM uma vez que, no período homólogo, a AAV das duas estações se situava, respectivamente, nos 18% e 16,3%.

A M80, que continua a ser a terceira estação mais ouvida do país, sobe uma décima face à vaga anterior, registando agora uma AAV de 7,7%. Um resultado que permite à estação do grupo MCR reforçar uma vez mais a sua posição e ampliar a vantagem para a Renascença, que na última vaga de 2021 era de 1,5 pontos percentuais, para 2,1 pontos percentuais. Com uma AAV de 5,6% nesta primeira vaga de 2022, a estação do grupo Renascença Multimédia sofre uma quebra de cinco décimas relativamente aos 6,1% com que encerrou o último ano. Já na comparação com os resultados alcançados na vaga homóloga em 2021, as duas estações alinham na tendência descendente. A estação do grupo MCR alcançava nessa altura uma AAV de 7,9%, recuando duas décimas entre os dois períodos, enquanto a Renascença cai cinco décimas já que, nessa primeira vaga de 2021, registava os mesmos 6,1% alcançados na quinta vaga do ano.

A Cidade FM volta a encerrar, pela terceira vaga consecutiva, o top 5 das rádios mais ouvidas no país. A estação do grupo MCR entre em 2022 com um crescimento de três décimas, subindo dos 4,8% com que se despediu de 2021 para os 5,1% de AAV nesta primeira vaga do ano. Valor que traduz uma melhoria significativa face aos resultados alcançados na vaga homóloga, altura em que a estação se situava dos 3% e ocupava apenas o sétimo lugar.

A Antena 1 volta assim a ficar pela sexta posição, apesar de ver a sua AAV crescer dos 4,1% da vaga anterior para os 4,5% nesta última vaga do ano. Na comparação com a vaga homóloga, quando ainda integrava o lote das cinco estações mais ouvidas com uma AAV de 5,2%, este valor representa uma quebra de sete décimas. A Mega Hits segue na sétima posição mas aproxima-se ligeiramente da Antena 1, encurtando para cinco décimas a distância que separa as duas estações ao subir dos 3,5% da vaga anterior para os 4% nesta primeira vaga do Bareme Rádio em 2022. Um resultado também significativamente melhor do que aquele que a estação do grupo Renascença Multimédia ostentava na vaga homólogo, quando ocupava a oitava posição com uma AAV de apenas 2,9%.

Já a TSF, que há um ano se encontrava à frente da Mega Hits, surge agora na oitava posição com 3,2%, o mesmo valor registado na última vaga mas um recuo de uma décima na comparação homóloga. A Antena 3, que permanece no nono lugar, recua uma décima entre as duas últimas vagas, passando de 1,8% para 1,7%, valor que representa, contudo, uma subida de uma décima quando se analisam os números registados no mesmo período de 2021.

A encerrar o top 10 estão agora duas estações. A Smooth FM recua duas décimas face à última vaga e apresenta agora uma AAV de 0,8%, o mesmo valor que registava há um ano, passando a dividir a posição com a Rádio Observador, que entra pela primeira no top 10 ao subir duas décimas face aos 0,6% registados na vaga anterior (na vaga homóloga a estação apresentava apenas dados relativos ao reach semanal: 0,8%).

Na análise aos resultados de audiência por grupo de media, a liderança permanece igualmente nas mãos da Media Capital Rádios, embora o grupo Renascença Multimédia consiga reduzir a desvantagem, que na última vaga era de três pontos percentuais, para 2,8 pontos percentuais. O braço radiofónico da Media Capital regista nesta primeira vaga do Bareme Rádio em 2022 uma AAV de 29,9%, uma ligeira descida em relação aos 30,1% da vaga anterior e um incremento de 3,1 pontos percentuais na comparação com os 26,8 registados na vaga homóloga em 2021. Já o grupo Renascença Multimédia repete os mesmos 27,1% com que encerrou 2021. Na comparação com a vaga homóloga, a evolução é positiva já que os números agora alcançados traduzem um crescimento de 3,2 pontos percentuais face à AAV de 23,9% registada no arranque do último ano. Com 6,4%, a RTP sobe quatro décimas relativamente à vaga anterior, quando se situava nos 6%. Este valor representa, no entanto, um recuo de nove décimas na comparação com a vaga homóloga, altura em que a rádio pública alcançava uma AAV de 7,3%.

A divulgação dos dados do Bareme Rádio passou a incluir também, a partir da primeira vaga de 2021, um conjunto de estações que não integram o top 10 das rádios mais ouvidas em Portugal. No 11º lugar surge, com uma AAV de 0,7%, a R.NOAR. Seguem-se, empatadas com 0,5%, Antena 2, a Rádio Nova Era, a Estação Orbital e a Rádio Meo Sudoeste.

Deixe aqui o seu comentário