TVI lidera NetAudience. Global Media regressa ao ranking e posiciona-se como grupo com maior alcance digital

Por a 15 de Fevereiro de 2022

A TVI voltou a ser o meio de comunicação social com maior alcance digital em Portugal em janeiro, entrando em 2022 com o mesmo estatuto que havia garantido na despedida de 2021 ao recuperar, em dezembro, a liderança perdida para a Flash nos dois meses anteriores. Mas é o Global Media Group que protagoniza a principal alteração registada no NetAudience, com o ranking de janeiro a ficar marcado pelo regresso de títulos como DN, JN, TSF ou O Jogo. Após uma ausência de um ano, o grupo liderado por Marco Galinha volta a ser auditado pela Marktest e, no primeiro mês de volta ao ranking, assume a liderança entre os grupos de media ao totalizar 4 milhões e 427 mil pessoas alcançadas pelas suas plataformas digitais. Em Dezembro de 2020, o último mês em que teve o seu tráfego auditado, o Global Media Group ocupava a segunda posição, com um reach multiplataforma na ordem dos 4,29 milhões de pessoas.

Num mês em que se regista um crescimento generalizado no alcance digital dos meios de comunicação social portugueses, a TVI viu o seu reach multiplataforma subir dos 3 milhões e 196 mil pessoas com que liderou o ranking no último mês de 2021 para perto dos 3 milhões e 698 mil pessoas neste arranque de 2022. Com o regresso dos títulos da Global Media, a estação de Queluz é agora seguida pelo Jornal de Notícias, que fecha o mês de janeiro com 3 milhões e 328 mil pessoas alcançadas no digital. Apesar do ataque informático de que foi alvo, e que deixou os seus sites em baixo nos primeiros dias do mês, a SIC encerra o pódio um reach multiplataforma na ordem dos 3 milhões e 151 mil pessoas, números que traduzem um crescimento face aos 2 milhões e 962 mil pessoas alcançadas pela plataformas digitais da estação de Paço de Arcos no último mês de 2021.

O top 5 fica completo com o Correio da Manhã e Expresso, que voltam a ocupar, tal como em dezembro, a quarta e quinta posições do ranking da Marktest, respetivamente. O diário da Cofina vê o seu reach multiplataforma crescer dos 2,88 milhões para os 3,05 milhões de pessoas alcançadas mas, com o regresso do Jornal de Notícias, perde o estatuto de líder entre os títulos de imprensa generalista. Segue-se o semanário da Impresa, o único entre os cinco primeiros do ranking cujo alcance digital recua, passando dos 2,69 milhões de pessoas alcançadas em dezembro para 2,51 milhões no primeiro mês de 2022.

No segmento económico, a liderança continua a pertencer ao Jornal de Negócios, que regista um ligeiro crescimento do seu reach ao passar dos 1,51 milhões de pessoas alcançadas no mês anterior para 1,56 milhões em janeiro. Segue-se o Dinheiro Vivo, com cerca de 779 mil pessoas alcançadas, regressando para a frente do Jornal Económico, que regista um reach de aproximadamente 600 mil pessoas, uma melhoria comparativamente às 459 mil pessoas alcançadas em dezembro. Entre os títulos do segmento desportivo, o regresso de O Jogo ao ranking não vem acompanhado de mexidas na liderança. Apesar de uma descida dos 1,81 milhões registados em dezembro para 1,74 milhões no pontapé de saída para o novo ano, o Record segue em primeiro já que o título do Global Media Group se fixou nos 1,59 milhões de pessoas alcançadas. Segue-se o site MaisFutebol, que chegou em janeiro a cerca de 956 mil pessoas depois de ter encerrado o último ano com um milhão de pessoas alcançadas.

Além da TVI e da SIC, que ocupam o primeiro e terceiro lugares no ranking geral, entre as estações de televisão segue-se a RTP, que sobe à 10ª posição ao passar de 1,63 milhões para cerca de 2 milhões de pessoas alcançadas através das suas plataformas digitais. Entre as rádios, há um novo líder. Com perto de 1,11 milhões de pessoas alcançadas, a TSF regressa ao ranking da Marktest na primeira posição, assumindo o estatuto de estação com maior alcance digital e relegando a RFM para o segundo posto, apesar de registar uma subida do reach multiplataforma dos 968 mil pessoas alcançadas em dezembro para a fasquia do milhão. Seguem-se a Renascença, que sobe das 627 mil pessoas alcançadas em dezembro para cerca de 854 mil, e a Rádio Comercial, que viu o seu reach subir das 558 mil pessoas alcançadas no mês anterior para perto de 603 mil.

Na análise aos resultados por grupo de media, o Global Media Group regressa, como já referido, com entrada direta para a liderança, somando 4 milhões e 427 mil pessoas alcançadas pelas suas plataformas digitais. A Media Capital, que vê o seu reach multiplataforma subir de 4 milhões e 88 mil para perto de 4 milhões e 350 mil pessoas, mantém-se na segunda posição já que a Cofina, que liderava no fecho de 2021, desce agora para a terceira posição apesar de registar igualmente uma subida no seu reach, que passa dos 4 milhões e 190 mil pessoas para 4 milhões e 205 mil pessoas alcançadas. Seguem-se a Impresa (3,9 milhões), a RTP (2 milhões) e a Renascença Multimédia (1,7 milhões).

O ranking NetAudience apresenta desde maio de 2019 os números relativos ao reach agregado dos títulos que integram a rede Nónio: aproximadamente 5 milhões e 404 mil pessoas alcançadas em multiplataforma no último mês.

Deixe aqui o seu comentário