Audiências TV: SIC é o único canal generalista a crescer

Por a 14 de Fevereiro de 2022

Mais uma semana em que o consumo de TV diário por indivíduo desce ligeiramente, face à semana passada, registando agora um valor de 5h26m diárias, o que representa uma quebra de cerca de 4 minutos. Nos dados de variações da quota de audiência por canal, SIC, Cabo e Outros reforçam o seu share esta semana, ao contrário de RTP1 e TVI, que registam comportamento oposto. Assim, a RTP1 quebra e tem agora 11,3% de share semanal, a SIC reforça ligeiramente até aos 18% de share semanal e a TVI cai poucas décimas e tem agora 16,8% de quota semanal. A oferta Cabo também reforça o seu share, ainda que de forma ligeira, e alcança 37,4% de quota, tal como o Outros (que inclui o visionamento em time shift, streaming e vídeo/jogos), que também cresce, e tem agora um share semanal de 14,7%.

No ranking dos canais cabo mais vistos, a CMTV permanece na liderança, mas nos lugares que se seguem regista-se uma troca de posições, com a SIC Notícias a subir uma posição até ao segundo lugar, por troca com a CNN Portugal, que cai assim para a terceira posição. Nos lugares seguintes estão TVI Reality, seguido por Fox, Globo e Hollywood. Nas posições restantes marcam presença o Fox Movies, o infantil Disney Channel e o Canal 11.

Mais uma vez, esta semana o pódio da programação é totalmente ocupado por conteúdos do Big Brother Famosos, da TVI: Big Brother Famosos – O Jogo, Big Brother Famosos – Apito Inicial e Big Brother Famosos – Prolongamento. Nas duas posições que se seguem estão conteúdos SIC: Jornal da Noite e Isto é Gozar Com Quem Trabalha/Especial, que encerra um top onde todos os programas foram emitidos no serão de domingo, dia 13.

No top 5 dos mais vistos da cabo, todas as posições são ocupadas por programas da CMTV, como tem acontecido, com destaque para os conteúdos desportivos: Golos: Segunda Parte/FC Porto X Sporting e Golos: Primeira Parte/FC Porto X Sporting ocupam as duas primeiras posições, a que se seguem Liga d’Ouro, CM Jornal 20H e Jornal 7.

Análise Data Insights do Havas Media Group

Deixe aqui o seu comentário