Há uma marca portuguesa a acelerar no Moto GP

Por a 20 de Janeiro de 2022

A OLI, marca portuguesa de soluções sanitárias, garantiu visibilidade nos circuitos do Moto GP à boleia das Ducati de Enea Bastianini e Fabio Di Giannantonio. Após três épocas a apostar no Moto2 e Moto3, a marca fechou um acordo de patrocínio com a Gresini Racing, que prevê a presença da marca nas motos 23 e 49 da Ducati, bem como nos fatos dos dois pilotos e nos uniformes da equipa. A época de 2022 do campeonato do mundo de motociclismo terá luz verde no Grande Prémio do Qatar, agendado para o fim-de-semana de 4 a 6 de Março.

“Esta evolução afirma aquilo que queremos ser enquanto empresa, uma organização evolutiva e em crescimento acelerado, disposta a competir para se destacar entre os melhores do mundo”, sublinha António Ricardo Oliveira, administrador da empresa, acreditando que “esta parceria é um dos vetores que permite amplificar o projeto internacional da OLI, seja pela força crescente das nossas filiais, seja pela dinâmica de exportação para novas latitudes e crescimento de importadores estratégicos”.

“A OLI capitalizará este apoio à equipa Gresini com a organização de um programa de visita aos Grandes Prémios, que permitirá aos seus clientes aceder ao paddock da Gresini Racing, contactar com os pilotos e vivenciar uma experiência desportiva ao mais alto nível”, refere o mesmo responsável, acrescentando que, tendo e equipa Gresini Racing origem italiana, o patrocínio será um veículo para garantir que “a OLI estreita também o canal de reconhecimento de marca no mercado italiano por força da existência de uma filial da empresa em Itália”. “Sendo este um dos nossos principais mercados externos, gera-se assim uma forte sinergia com expansão para outros mercados em que a OLI atua”, argumenta António Ricardo Oliveira.

Deixe aqui o seu comentário