Quebra do sector dos eventos em Dezembro rondará os 38%, estima a Fixando

Por a 9 de Dezembro de 2021

Aluguer de equipamento para festas (-71%), catering para festas e eventos (-60%), DJ’s (-52%), insufláveis (-51%) e espaços para eventos (-48%) são são os serviços mais afectados pelas novas restrições estabelecidas pelo Governo, provocando uma quebra do sector em Dezembro que rondará os 38%. A estimativa é da Fixando, aplicação que liga clientes e prestadores de serviços, que levou a cabo uma análise ao movimento na plataforma entre 25 de Novembro e 8 de Dezembro junto de 8.750 especialistas. A análise concluiu que “a procura dos portugueses pelo sector dos eventos já caiu 38% desde o anúncio das medidas de contenção anulando as hipóteses de retoma económica do sector”.

“É alarmante a quebra para todo o sector, pois a reacção dos portugueses foi imediata”, indica Alice Nunes, directora de novos negócios da plataforma, embora não seja capaz de projectar quais serão as quebras exactas no volume estimado de negócios deste sector, prevê que a manter-se esta quebra até ao final do ano será impossível aos prestadores de serviços do sector alcançar as metas financeiras para 2021. “Temos ainda a esperança que, caso as medidas e o número de casos não se agravem nas próximas semanas, o mercado se volte a adaptar e a procura estabilize”, prossegue a mesma responsável.

Deixe aqui o seu comentário