Reportagem da TSF que dá voz aos “silêncios das sobreviventes da violência doméstica” distinguida pela APAV

Por a 9 de Novembro de 2021

“As cartas que nunca escrevi. Os silêncios das sobreviventes da violência doméstica”, trabalho assinado pela jornalista Sara de Melo Rocha, foi o vencedor da terceira edição do Prémio APAV para o Jornalismo. A reportagem da TSF, considerou o júri, “marca pela diferença na sua apresentação e na forma como oferece ao ouvinte uma narrativa em várias vozes” já que “apresenta uma estética que chega a remeter para algo quase ficcional, embora não seja, dando espaço à força da voz e da palavra das próprias intervenientes”.

“É ainda de salientar o facto de que este trabalho foi desenvolvido fora de um grande centro urbano, demonstrando a importância do jornalismo local e provando que em qualquer lugar há uma história para se contar”, salienta ainda o júri sobre a escolha do vencedor da edição deste ano. O Prémio APAV para o Jornalismo, com um valor monetário de 1.500 euros, é patrocinado pelo El Corte Inglés.

Deixe aqui o seu comentário