Refugiados e comunidade transgénero têm lugar na mesa de Natal do Meo (com vídeo)

Por a 17 de Novembro de 2021

Cinco protagonistas reais, cinco causas de inclusão social. Numa campanha que pretende ir “além da habitual ficção narrativa da época natalícia”, o Meo posiciona-se neste Natal como “marca de causas” e traz para a mesa da Consoada temas como a inclusão de refugiados, de pessoas com trissomia 21 ou da comunidade transgénero. Contadas na primeira pessoa, as histórias reais de Viviane, Pilar, Ester, Francisco e Benedita dão o mote para a campanha, assente no claim Humaniza-te e desenvolvida em parceria com a Fundação Altice, através da qual a marca foca cinco temas com a inclusão social como ponto comum: Refugiados, trissomia 21, adopção, terceira idade e comunidade transgénero, respectivamente. São “cinco vidas inspiradoras de cinco pessoas que de alguma forma vão ter este ano o seu primeiro Natal”, descreve a marca, explicando que o objectivo passou por juntar na mesma mesa de Natal “cinco protagonistas reais, vindos de cinco esferas da sociedade, em prol de uma causa: a inclusão social”.

Com criatividade assinada pela Partners e realização a cargo de Pedro Varela, da Blanche Filmes, a campanha arranca esta quarta-feira com um filme genérico criado em take único, onde pela primeira vez se juntaram à mesa todos os protagonistas, que, explica a marca numa comunicação à imprensa, “se conheceram ali mesmo naquele momento”.

A esse filme somar-se-ão mais cinco, que “partem desse jantar de Natal e mergulham em imagens da história emocionante de cada um dos protagonistas”, contando ainda com a participação de Carolina Deslandes, embaixadora de causas da marca do segmento de consumo da Altice, que dá voz à banda sonora dos vários filmes, numa interpretação do tema A Million Dreams, de Pink.

O projecto resultará depois num documentário com a história completa de todos, com estreia marcada para o próximo dia 1 de Dezembro no canal 79 do Meo e nas plataformas digitais da marca.

Deixe aqui o seu comentário