Preço dos combustíveis e papel levam Correio da Manhã a aumentar preço

Por a 29 de Novembro de 2021

O preço de capa do Correio da Manhã vai subir dez cêntimos a partir de 1 de Dezembro. Até aqui, de segunda a quinta o diário apresentava um preço de capa de 1,30 euros e de sexta a domingo de 1,70 euros.

O aumento de preço é justificado pela “subida vertiginosa dos custos da matéria-prima e dos combustíveis”. O título argumenta que o preço da tonelada do papel de jornal e revista já subiu mais de 50 por cento este ano e que “o agravamento dos custos de energia tornam mais caro colocar cada exemplar na banca”. Numa nota publicada na edição de sábado, o Correio da Manhã justifica que “já antes deste agravamento de custos, que todos temos sentimos no bolso, a distribuição de jornais estava numa situação deficitária, um sector fundamental para a cultura que tem sido ignorado por quem tutela publicamente esta área”.

O diário destaca ainda a situação da Vasp, sublinhando que “há um serviço público relevante na entrega dos jornais e revistas nas vilas e aldeias mais distantes do país, em que a distribuição dá prejuízo. A coesão do território está a ser financiada por empresas privadas que vivem à beira da asfixia económica”.

Deixe aqui o seu comentário