Esta quinzena no M&P: CNN Portugal, Porta dos Fundos e Especial Produção Nacional

Por a 18 de Novembro de 2021

Na próxima segunda-feira a TVI24 será substituída pela CNN Portugal. Antes nascerá o site, num sinal de que “digital first” não é só um chavão. Nuno Santos, que lidera o canal, e Pedro Santos Guerreiro, director executivo responsável pela área digital, traçam os objectivos do projecto na entrevista que está em destaque na capa desta quinzena do M&P. Ainda nesta edição, e com o ONSeries Lisboa à porta, aproveitamos para questionar se estaremos perante o emergir de uma era dourada para a produção nacional. Num Especial Produção Nacional – Séries, o M&P ouviu o secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media, a par de responsáveis de oito produtoras independentes que se têm destacado na produção de séries, para tentar encontrar uma resposta e perceber que oportunidades se abrem ao sector numa altura em que as plataformas internacionais de streaming começam a investir na produção local, a aposta dos canais portugueses ganha tracção e, estima-se, haverá mais 10 milhões de euros para financiar projectos já em 2022. Os artigos de opinião são assinados por António Cunha Vaz (CV&A) e João Paulo Luz (Impresa).

CNN Portugal: “O investimento que está a ser feito na CNN tem uma ambição que não tínhamos até agora”

Na próxima segunda-feira a TVI24 será substituída pela CNN Portugal. Antes nascerá o site, num sinal de que “digital first” não é só um chavão. Nuno Santos, até Setembro director-geral da TVI, lidera o canal. Em entrevista ao M&P traça os objectivos para o projecto que pretende assumir “bastante mais relevância no mercado”. Pedro Santos Guerreiro, director executivo responsável pela área digital, explica o “casamento” entre a operação digital e a antena

“As holdings estão a olhar para os pés”

O M&P esteve à conversa com Martin Sorrell para perceber o caminho que o ex-CEO da WPP traçou para a S4 Capital, que afirma ter como grande concorrente a Accenture Interactive

“Somos produtores de conteúdos. Estaremos onde a audiência nos der atenção”

Porta dos Fundos não significa apenas YouTube. A equipa de 80 pessoas desenvolve conteúdos que vão do Netflix e do TikTok à consultora Porta dos Outros. A internacionalização começou pelo México, sendo já o canal online de humor mais popular do país, mas deverá chegar a mais mercados. No último ano a produtora trabalhou com mais de 40 marcas. Em contexto de pandemia a facturação duplicou. Christian Rôças, CEO do Porta dos Fundos, explica como

Contra todas as probabilidades

Tal como no jogo, também na criatividade a sorte parece sorrir aos audazes. Num segmento de negócio que não será propriamente reconhecido pela originalidade da comunicação, a Betclic tem vindo a destacar-se da concorrência. Pela primeira vez uma plataforma de apostas foi distinguida como anunciante do ano pelo CCP. Pretexto para conhecer melhor a estratégia da marca no mercado português

Especial: Produção Nacional – Séries

“O aumento do financiamento disponível alavanca necessariamente a produção nacional, quer em número de horas produzidas quer na qualidade”

A convicção é de Nuno Artur Silva, secretário de Estado do Cinema Audiovisual e Media, que, em entrevista ao M&P, explica como o Governo chega à estimativa que aponta para mais 10 milhões de euros de financiamento para o sector a partir de 2022

Vem aí uma era dourada para a produção nacional?

O secretário de Estado do Cinema, Audiovisual e Media não tem dúvidas de que 2022 “vai ser o ano que mais se filma em Portugal”. O financiamento do sector, estima-se, contará com mais 10 milhões de euros. Numa altura em que, a par do alargamento das verbas pela via tributária, as plataformas internacionais começam também a investir directamente na produção local, o M&P quis ouvir a perspectiva dos produtores independentes sobre o momento particular que se vive no sector audiovisual em Portugal. Oito responsáveis de algumas das produtoras que se têm destacado na produção de séries analisam as oportunidades que se abrem ao sector, à boleia quer da crescente aposta dos canais portugueses quer do investimento das plataformas de streaming, bem como os desafios com que se deparam neste contexto

Séries que têm dado que falar

Netflix, HBO e Amazon Prime Video começaram finalmente a investir em séries locais e, numa altura em que também as plataformas de streaming dos canais portugueses têm uma palavra a dizer, a produção nacional parece atravessar um momento singular. São vários os projectos a fazer mexer o panorama da ficção em português e estas são algumas das séries nacionais têm feito correr muita tinta

Um dia na vida de…

Susana Sardinha, directora de marketing e comunicação da Glintt

A versão completa desta edição em formato e-paper e em papel é exclusiva para subscritores do M&P. Pode comprar apenas esta edição ou efectuar uma assinatura do M&P obtendo aqui o acesso imediato. Para mais informações contacte: Graça Dias – 215 825 426 – [email protected]

Deixe aqui o seu comentário