Dois ouros, três pratas e um prémio emotivo para agências nacionais no El Ojo (com vídeos)

Por a 26 de Novembro de 2021

Havas Lisboa, Uzina e Coming Soon são as três agências nacionais com trabalhos premiados no El Ojo, festival ibero-americano de publicidade que encerrou esta quinta-feira a edição deste ano. O balanço é expressivo, com dois ouros e três pratas, além de ter sido uma agência portuguesa a conquistar o primeiro El Ojo Emotion, prémio que se estreou na edição deste ano e que recorre a inteligência artificial para descobrir qual o filme que gera maior resposta emocional nos jurados.

Entre os trabalhos portugueses, o mais premiado, somando um ouro e duas pratas, foi The Day-After-Women’s-Day Newspapers, campanha que deu corpo à iniciativa #ElasTabémJogam do grupo Raparigas da Bola, que era também o projecto nacional na corrida em maior número de categorias depois de ter alcançado oito shortlists. A campanha da Havas Lisboa que ocupou as capas dos três diários desportivos portugueses no day-after do Dia da Mulher para mostrar a diferença de exposição dada a homens e mulheres no desporto, que havia já sido premiada também nos London International Awards, conquistou ouro em Relações Públicas e pratas nas categorias de Design e Sports. Uma performance que acabaria por valer à campanha o título de Melhor Ideia de Portugal e um domínio na secção local do El Ojo, com a Havas eleita melhor agência de Portugal, Raparigas da Bola como anunciante português do ano e Paulo Pinto, executive creative director da Havas, como criativo português do ano.

A agência criativa do grupo Havas esteve em destaque ao somar ainda mais um ouro para Preenchido pela Paralisia, projecto desenvolvido para a Associação de Paralisia Cerebral de Lisboa (APCL) que consistiu numa abordagem distinta das habituais campanhas lançadas pelas associações e instituições de solidariedade social para apelar à consignação do IRS, ao criar um serviço assegurado por uma equipa de utentes com paralisia cerebral que se dispunha a ajudar os portugueses a preencher a sua declaração de IRS, sublinhando a mensagem de que “deficiência não é sinónimo de incapacidade”. O projecto, responsável pelo único leão conquistado pelas agências nacionais na edição deste ano do festival Cannes Lions e distinguido também esta quinta-feira com o Grande Prémio nos Eficácia, foi ouro na categoria El Ojo Sustentable.

A Uzina é a agência responsável pela outra prata atribuída a um trabalho nacional. O Ídolo, projecto que se apresentou como o primeiro filme de Fernando Pessoa e que nasceu de um desafio lançado pela agência e pela Samsung ao realizador Pedro Varela, consistiu numa curta-metragem totalmente filmada com o novo Galaxy S21 Ultra 5G a partir de “Note for a thriller, or film”, argumento escrito há quase cem anos por Fernando Pessoa. Para a produção do filme, foi ainda recriada a Ecce Film, produtora que tinha sido pensada pelo escritor, com um logótipo desenhado pelo próprio, e que seria responsável pela produção dos argumentos que escreveu. O trabalho da Uzina, que entretanto foi distinguido com o Grande Prémio do festival do CCP, valeu uma prata na categoria de Experiência de Marca e Activação.

Destaque ainda para a Coming Soon, agência que ficará na história do festival como o primeiro vencedor do prémio El Ojo Emotion, que se estreou na edição deste ano. Numa categoria que analisa todos os filmes inscritos no festival para determinar, através de tecnologia de inteligência artificial, qual aquele que se distingue na resposta emocional dos jurados, Caixão, criado pela agência fundada por Marcelo Lourenço e Pedro Bexiga para a última edição do Queer Lisboa, foi eleito o filme mais emotivo do El Ojo 2021.

Para esse impacto nas emoções dos jurados terá contribuído o género escolhido para o filme. “Este ano apostamos num género cinematográfico que nunca utilizámos antes nas campanhas do Queer Lisboa: o terror. O spot deste ano tem algo dos filmes do Hitchcock, parece saído directamente de um episódio da série Twilight Zone”, descrevia Marcelo Lourenço aquando do lançamento da campanha.

Deixe aqui o seu comentário