Nobel da Paz entregue aos jornalistas Maria Ressa e Dmitry Muratov

Por a 8 de Outubro de 2021

Os Maria Ressa e Dmitry Muratov são os vencedores do Prémio Nobel da Paz 2021.  Os jornalistas, que lutam pela liberdade de expressão nas Filipinas e na Rússia, foram distinguidos “pelos seus esforços na salvaguarda da liberdade de expressão, que é uma condição imprescindível para a democracia e para a paz duradoura”, afirmou o Comité Nobel.

Os dois jornalistas são representantes “de todos os jornalistas que defendem este ideal num mundo em que a democracia e a liberdade de imprensa enfrentam condições cada vez mais adversas”, foi sublinhado. “Sem liberdade de expressão e liberdade de imprensa, será difícil promover com sucesso a fraternidade entre nações, o desarmamento e uma ordem mundial melhor para ter sucesso no nosso tempo. A atribuição deste ano do Prémio Nobel da Paz está, por isso, firmemente ancorada nas disposições da vontade de Alfred Nobel”, afirmou a presidente Comité Nobel Berit Reiss-Andersen.

Maria Ressa,   antiga jornalista da CNN, fundou em 2012 a Rappler, vocacionada para o jornalismo de investigação, da qual é presidente. Dmitry Muratov foi, em 1993, foi um dos fundadores do jornal independente Novaja Gazeta, onde é, desde 1995, editor-chefe.

“O jornalismo livre, independente e baseado em factos serve para proteger contra abusos de poder, mentiras e propaganda de guerra”, afirmou a presidente Comité Nobel Norueguês.

A edição deste ano do prémio tinha 329 nomeados.

Deixe aqui o seu comentário