Quais as agências, marcas e marketeers com quem gostaria de trabalhar?

Por a 13 de Setembro de 2021

Pela primeira vez a consultora Scopen Portugal questionou os profissionais das agências criativas e de meios sobre as melhores agências, marcas e marketeers para trabalhar. Lideram as preferências O Escritório, Carat, Lidl e Filipa Appleton.

A Scopen era já responsável pelo barómetro Agency Scope, realizado a cada dois anos e que inquire os marketeers de empresas anunciantes líderes em Portugal. Este ano a consultora decidiu arrancar com os estudos Best Agency To Work For, Best Brand To Work e o Best Marketer To Work With. Desta forma, pela primeira vez o mercado publicitário foi questionado sobre as melhores agências, marcas e marketeers com quem ou onde gostariam de trabalhar. Em Espanha, o mesmo inquérito vai já na sétima edição. Como funciona? É pedido aos inquiridos que indiquem até três agências que elegem como melhor para trabalhar. A primeira agência nomeada tem um peso de cinco pontos, a segunda um peso de três e a terceira de um. No caso das três marcas e dos três marketeers para quem gostariam de trabalhar, por considerarem uma referência no mercado, não existe ponderação na ordem de escolha. Em nenhuma das questões foi apresentada uma lista de sugestões, pelo que as respostas foram espontâneas. De acordo com a Scopen, os resultados apresentados em gráficos de barras correspondem às médias ponderadas das menções dos inquiridos.

O estudo decorreu online em Julho, contando com a participação de 391 profissionais de 39 agências, dos quais 74 por cento trabalham em agências criativas/digitais e 26 por cento em agências de meios. Nesta primeira edição, cujos resultados o M&P publica em primeira mão, destacam-se O Escritório, Carat, Lidl e Filipa Appleton.

O Escritório lidera na criatividade

A agência O Escritório posiciona-se como a mais atractiva para trabalhar entre os profissionais das agências criativas. Seguem-se a Uzina e a Fuel, que fecham o top 3 da primeira edição do Best Agency To Work For em Portugal. Desta forma, constata-se que nas três primeiras posições no ranking encontram-se duas agências independentes e uma agência que integra uma network internacional (grupo Havas). Na quarta e quinta posições surgem as agências ComOn e Fullsix, ambas de perfil mais digital. Nas restantes posições do ranking encontram-se, por ordem decrescente, as agências Havas, FCB Lisboa, Wunderman Thompson, Stream and Tough Guy, Legendary e The Hotel.

Carat é a mais atractiva entre as agências de meios

Já no sector das agências de meios, a Carat ocupa a primeira posição, sendo a agência mais atractiva para trabalhar entre os profissionais das agências de meios. Seguem-se as agências PHD e Initiative como Best Agency To Work For em Portugal. A Arena ocupa a quarta posição e a Havas Media e OMD, ex-aequo, a quinta posição. Nos restantes lugares até fechar o top 10, por ordem decrescente, encontram-se a Dentsu Aegis Network, iProspect, Publicis Media e Wavemaker.

Sobre o facto de surgirem três entidades do mesmo grupo (Carat, Dentsu Aegis Network e iProspect) no ranking das agências de meios, Alexandra Machás, managing director da Scopen Portugal, justifica ao M&P que as agências são “referenciadas tal e qual como o respondente o refere, nota-se em particular para a Carat que tanto referem a agência Carat, o grupo Dentsu ou a iProspect para meios digitais”.

Lidl e Filipa Appleton em destaque no marketing

Os profissionais das agências criativas e de meios consideram que o Lidl é a marca mais atractiva para trabalhar em Portugal. Na segunda posição surge a Vodafone, seguida do Ikea e da Super Bock, ex-aequo na terceira posição. No ranking Best Brands To Work encontram-se ainda, nos 10 primeiros postos, e por ordem decrescente, a Coca-Cola, Control, Nike, McDonald’s, Continente, NOS e Sagres.

Segmentando os resultados entre criatividade e meios, para os profissionais das agências criativas a marca mais atractiva para trabalhar é a Ikea, seguida pelo Lidl e pela Super Bock. Já entre os profissionais das agências de meios, a Vodafone é a mais nomeada como marca mais atractiva para trabalhar, seguida da Coca-Cola e do Lidl. A média entre os votos dos profissionais das agências criativas e de meios coloca o Lidl como Best Brands To Work. No total, os inquiridos apontaram mais de 200 marcas.

O estudo questionou ainda os profissionais das agências criativas e de meios sobre os marketeers com que gostam ou gostariam de trabalhar. No primeiro posto surge Filipa Appleton (Lidl), seguida de Tiago Simões (Continente). Leonor Dias (Vodafone), Rita Torres Baptista (NOS) e Helena Gouveia (que entretanto assumiu novas funções na Ikea Suécia).

Excerto do artigo publicado na edição 892 do M&P

Deixe aqui o seu comentário