Skizo cria saco de lavagem de roupa que recolhe microplásticos

Por a 4 de Agosto de 2021

A Skizo, startup incubada na UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, acaba de lançar um saco para lavagem de roupa sintética, que recolhe os microplásticos libertados pelas fibras.

“Estima-se que 35 por cento dos microplásticos libertados para o oceano são provenientes do desgaste de têxteis sintéticos, durante as lavagens. Estes microplásticos são ingeridos por peixes, que depois consumimos. Este saco é um primeiro passo para ajudar a resolver este problema ambiental”, aponta André Facote, CEO e co-fundador da Skizo, em comunicado. “Para utilizar o saco de lavagem basta enchê-lo com cerca de 2/3 de roupa sintética e colocar a lavar na máquina, juntamente com outras peças. Como os sacos são feitos com uma camada fina de poliamida com aberturas de cerca de 50 micrómetros, as fibras que se possam libertar das roupas sintéticas ficam retidas no saco e podem ser descartadas para a reciclagem de plástico”, descreve o mesmo responsável. O saco é produzido a partir de redes de pesca descartadas e plástico recolhidos na costa e praias portuguesas.

A marca tinha já lançado uma linha de sapatilhas e de malas de praia produzidas com plástico do oceano, algodão reciclado e linho. Os preços dos produtos da Skizo (sacos para recolha de microplásticos, malas de praia e sapatilhas) vão desde os 25 aos 150 euros.

Deixe aqui o seu comentário