SIC, TVI e RTP1 perderam quota em Julho

Por a 4 de Agosto de 2021


A análise de audiências de TV da agência de meios Initiative, que integra o grupo Mediabrands, revela que em Julho, o consumo televisivo registou uma ligeira quebra face a Junho (-1%), justificada pela entrada no Verão e consequentes férias dos portugueses, que ansiavam por este período após um ano de confinamentos e desconfinamentos.

Neste mês, a SIC foi o canal mais visto com um share de 19.1%, menos 1.3 pontos percentuais versus o mês anterior, liderando, assim, pelo trigésimo mês consecutivo. A TVI contou com um share de 16.2% (-1.1 pontos percentuais face a Junho), estando a 2.9 pontos percentuais da SIC. Já a RTP1 terminou o mês de Julho com uma quota de share de 11.1%, o que significa um recuo de -0.7 pontos percentuais no seu share face ao mês de Junho. Destaque para a RTP2, que alcançou o melhor resultado do ano. As transmissões de ciclismo da Volta à França e dos Jogos Olímpicos alavancaram as audiências da estação de televisão pública que atingiu um share de 1.5%.

Analisando o conjunto dos canais Pay TV, verifica-se um aumento de 0.9 pontos percentuais na sua quota de share para os 35.7%. Neste universo, CMTV (4.7%), SIC Notícias (2.2%) e Globo (1.8%) mantêm-se como os canais mais vistos.

Em Julho, e olhando para a média de todas as emissões de cada programa, as derradeiras partidas do Euro 2020 estiveram em evidência. A final, que consagrou a Itália como campeã europeia, foi o programa mais visto do mês, já que conseguiu colar à RTP1 mais de 2.2 milhões de portugueses, a que correspondeu um share de 45.5%. Seguiu-se o jogo da meia-final que opôs a Itália à Espanha (TVI) que contou com uma audiência média de mais de 1.8 milhões de telespectadores e um share de 39.3%. A Supertaça Cândido de Oliveira, partida inaugural da época 2021/2022 que colocou frente a frente o vencedor do campeonato (Sporting) e o vencedor da Taça de Portugal (Sporting de Braga), fechou o top dos mais vistos. A TVI foi a estação de televisão transmissora da partida, que registou uma audiência média de mais de 1.8 milhões de telespectadores e um share de 39.2%.

Neste mês, destaque ainda para a estreia de O Amor Acontece, o novo reality show da TVI, e de É Urgente o Amor, novo programa de Catarina Furtado transmitido aos sábados na RTP1.

Análise por faixas horárias

Olhando para os programas das manhãs, a liderança deste período coube ao programa apresentado por Diana Chaves e João Baião. Casa Feliz liderou com um share de 20.6%, ficando à frente de Dois às 10 (17.8%) e de Praça da Alegria (11.9%). Durante a tarde, foi também um programa da SIC a liderar. Júlia, com um share de 17.1%, superiorizou-se a Goucha (15.3%) e a A Nossa Tarde (7.1%). Já no período do prime-time, Amor, Amor telenovela da SIC, liderou com um share de 24.3%, posicionando-se como o produto de ficção mais visto em julho. Seguiu-se Festa é Festa, da TVI (23.4%) e A Serra, da SIC (25.2%).

Fonte: Initiative 

Deixe aqui o seu comentário