Álvaro Covões: “A nossa expectativa é que desapareça a obrigatoriedade de lugares sentados”

Por a 23 de Agosto de 2021

Álvaro Covões, responsável da Everything is New

A Associação de Promotores de Espetáculos, Festivais e Eventos (APEFE) defendeu o fim da obrigatoriedade de lugares sentados em espectáculos culturais, com o alargamento da lotação dos recintos para 75 por cento da lotação, tal como foi anunciado pelo governo na passada sexta-feira. Até aqui a lotação era de 66 por cento.

“A nossa expectativa é que agora, na norma, desapareça a obrigatoriedade de lugares sentados. Quando o Governo determina 75 por cento da lotação é 75 por cento da lotação, independentemente da tipologia, se é plateia em pé ou plateia sentada”, disse à Lusa Álvaro Covões, da direcção da APEFE.

“As salas têm uma lotação legal, licenciada, com plateia em pé e com plateia sentada”, disse o promotor, considerando que a decisão só fará diferença para o sector se “a Direcção-Geral da Saúde (DGS) cumprir o que o governo determinou”, declarou Álvaro Covões, citado pela Lusa.

Deixe aqui o seu comentário