Audiências em Junho: SIC lidera com melhor resultado do ano num mês em que todos os generalistas crescem à boleia do Euro 2020

Por a 1 de Julho de 2021

A análise de audiências de televisão da agência de meios Initiative, que integra o grupo Mediabrands, revela que em Junho, o consumo televisivo se manteve estável. No ranking de canais, destaque para os generalistas que conquistaram telespectadores, devido à transmissão de vários jogos dedicados ao Euro 2020.

A SIC liderou pelo 29.º mês consecutivo, registando uma quota de share de 20.4%, mais 0.2 p.p. face a Maio. Com este resultado, a estação de Paço de Arcos atingiu o melhor resultado do ano. A TVI beneficiou da transmissão de vários jogos do Euro, incluindo duas partidas da selecção nacional, o que alavancou as audiências do canal que terminou o mês com um share de 17.3%, mais 0.1 p.p. versus Maio. A RTP1 também conseguiu aumentar o seu share em mais 0.4p.p., alcançando 11.8%. Para além dos jogos do Euro 2020, o canal emitiu a final do Europeu de sub-21, que foi um dos programas mais vistos do mês, permitindo que a estação de televisão pública também registasse o melhor resultado do ano.

Olhando para o conjunto dos canais Pay TV, de referir que este universo recuou em share de audiências em menos 0.7 pontos percentuais, caindo para os 34.8%. CMTV (4.5%), SIC Notícias (2.1%) e Hollywood (1.9%) destacaram-se entre os mais vistos, num mês em que os canais de informação cresceram em audiências, fruto da emissão de vários programas especiais dedicados ao Euro 2020.

Num mês onde as atenções se viraram para o Euro 2020, os jogos da selecção nacional evidenciaram-se entre os programas mais vistos do mês. A partida que ditou o afastamento da equipa das Quinas foi o programa mais visto dos últimos anos, ao ter registado uma audiência média de mais de 3.8 milhões de telespectadores e um share de 69.9%. 3.4 milhões viram o empate a duas bolas contra a França e 2.7 milhões a derrota por 2-4 frente à Alemanha. Na 4.ª posição ficou o jogo de estreia da selecção nacional, que contou com uma audiência média de 2.3 milhões de telespectadores. A final do Campeonato da Europa de Sub-21 fechou o top 5 dos mais vistos. A derrota da selecção nacional contra os sub-21 alemães foi visionada, em média, por cerca de 2.2 milhões de portugueses.

Junho não foi apenas um mês de futebol. Se descartarmos os eventos desportivos, o destaque do mês vai para a All Together Now: A Final – Primeiros Duelos. Este programa contou com uma audiência média de cerca de 1.6 milhões de telespectadores e um share de 31.1%. Hell’s Kitchen – A Prova de Fogo – Final e Quem Quer Namorar com o Agricultor? IV – Os Desafios completam o top dos mais vistos. Menção também para a estreia do novo programa de sábado à noite, da RTP1. Apresentado por Filomena Cautela, Programa Cautelar registou uma performance auspiciosa na estreia. Com uma audiência média de 622 mil telespectadores, o programa foi o 8.º mais visto do dia. No acumulado do mês observou uma audiência média de 490 mil telespectadores e um share de 10.8%. A SIC aproveitou também para estrear o programa Alô Marco Paulo, emitido aos sábados à tarde. No acumulado do mês contou com uma audiência média de 453 mil telespectadores e um share de 14.5%.

De referir ainda que as manhãs (7h30-12h30 – 16.1% de share), horas de almoço (12h30-14h30 – 27.8%), tarde (14h30 – 18h30 – 19.7%), pré-prime (18h30-20h – 20.3%), prime-time (20h-00h – 22.8%) e late night (00h-02h30 – 16.1%) foram lideradas pela SIC. As madrugadas (2h30-7h30 – 9.5%) ficaram a cargo da TVI.

Fonte: Initiative

Deixe aqui o seu comentário