Rafael Mora acredita que Nuno Vasconcellos tentou controlar Impresa incentivado por Ricardo Salgado

Por a 9 de Junho de 2021

Nuno Vasconcellos, dono da Ongoing, tentou controlar a Impresa incentivado pelo antigo líder do BES Ricardo Salgado, de acordo com o ex-sócio Rafael Mora, que foi ouvido esta quarta-feira na Comissão Eventual de Inquérito Parlamentar às perdas registadas pelo Novo Banco.

“A maior estupidez foi a de ir almoçar com o doutor Francisco Balsemão [então presidente da Impresa], a dizer ‘estás com problemas financeiros, vamos fazer um aumento de capital e eu fico a CEO [presidente executivo]'”, disse Rafael Mora aos deputados, citado pela Lusa, que terá avisado Vasconcellos de que tal seria “insano” e de que seria “trucidado”.

Rafael Mora, que disse ter sido consultor durante mais de dez anos de Francisco Pinto Balsemão e de Luís Vasconcellos, pai de Nuno Vasconcellos, advertiu que a ideia de tomar o poder na Impresa não cabia “na cabeça de ninguém”. “Tu leste o artigo que o doutor Balsemão escreveu no dia que o teu pai morreu, no Expresso. Tu achas que alguém que escreve um artigo sentido – e eu sabia que era sentido – dizendo que ‘era o meu melhor amigo, mas foi sempre o meu número dois’, pode vir o filho e ser o número um?”, relatou Rafael Mora aos deputados, de acordo com a Lusa.

Rafael Mora afirmou acreditar, refere a Lusa, que “nessa decisão foi influenciado directamente pelo doutor Ricardo Salgado”. “Isto é teoria, não tenho dados, é o meu pensamento, a minha intuição”, ressalvou.

Veja aqui a audição completa a Rafael Mora. 

Deixe aqui o seu comentário