DGS define novas regras para testagem em eventos

Por a 16 de Junho de 2021

Os testes à covid-19 passam a ser recomendados em eventos familiares e celebrações similares com a presença de mais de dez pessoas, assim como em eventos culturais e desportivos com mais de mil pessoas ao ar livre ou mais de 500 em ambiente fechado. Esta informação consta da norma da Direcção-geral de Saúde (DGS) referente à Estratégia Nacional de Testes para a SARS-CoV-2, que foi actualizada esta terça-feira.

No documento, a DGS considera que devem realizar-se rastreios à covid-19 em “eventos de natureza familiar, designadamente festas de casamento, baptizados e aniversários, bem como quaisquer outras celebrações similares, com reunião de pessoas fora do agregado familiar, aos profissionais e participantes, nos termos do Plano de Promoção da Operacionalização da Testagem para SARSCoV-2 , sempre que o número de participantes seja superior dez”.

No caso dos eventos culturais e desportivos é proposta a testagem a profissionais, participantes e espectadores, “sempre que o número de participantes/espectadores seja superior a mil, em ambiente aberto, ou superior a 500, em ambiente fechado”. Para os eventos de natureza cultural, cuja venda de bilhetes já esteja a decorrer “é recomendado que o promotor avalie a possibilidade da realização de rastreios laboratoriais”, caso o evento conte com mais de 500 pessoas em espaço fechado ou mais de mil ao ar livre. A DGS avançou com as novas normas para eventos culturais sem que sejam conhecidos os resultados dos eventos-piloto que decorreram em Abril e Maio. 

Já nos locais de trabalho que apresentam maior risco de transmissão, como as explorações agrícolas ou no sector da construção, aconselha-se a testagem com uma periodicidade de 14 em 14 dias. A recomendação é igualmente aplicada em serviços públicos e locais de trabalho com 150 ou mais trabalhadores.

Como vão funcionar os primeiros grandes eventos-teste em Portugal

Deixe aqui o seu comentário