Audiências TV: SIC lidera, RTP e TVI reforçam audiência

Por a 28 de Junho de 2021

Esta semana o consumo de TV diário por indivíduo decresce ligeiramente face à semana anterior, registando uma quebra de cerca de 5 minutos por dia, e ficando assim em aproximadamente 5h20m por indivíduo.

No que se refere à quota de audiência por canal, RTP1 e TVI reforçam esta semana o seu share, com a SIC e também a oferta paga a registarem decréscimo do seu valor de share semanal. Dessa forma, a RTP1 sobe até aos 12,7%, com a SIC a descer até aos 19,6% e a TVI a reforçar o seu valor de share a e atingir os 18,0% de quota de audiência. A oferta Cabo decresce muito ligeiramente e regista 34,6% de quota. O “Outros” (que inclui o visionamento em time shift, streaming e vídeo/jogos), regista também uma quebra ligeira e atinge os 12,7% de quota de audiência, o mesmo valor da RTP1.

Na lista dos canais pagos mais vistos da semana, o pódio é composto por CMTV, SIC Notícias e Hollywood, com a Globo e a TVI 24 a completarem a primeira metade da tabela. Na segunda metade da lista dos canais pagos mais vistos estão a Fox, Fox Life, Disney Channel e Fox Movies, com o canal de desporto Sport TV+ a fechar o Top 10 da semana.

Com a Selecção Nacional a jogar dois jogos decisivos esta semana, os primeiros lugares da tabela dos programas mais vistos são para a Equipa das Quinas, com o jogo que ditou o afastamento de Portugal da competição “Euro 2020: Oitavos de Final/Bélgica x Portugal”, na TVI na liderança – sendo também agora o programa mais visto do ano – e “Euro 2020: Fase de Grupos/Portugal x França”, na RTP1 na posição seguinte. Seguem-se “All Together Now: A Final – Primeiros Duelos”, da TVI, “Amor, Amor” da SIC e um episódio da novela da TVI “Festa é Festa” a fechar o top 5.

Já na tabela de Pay TV, as primeiras quatro posições pertencem a conteúdos da CMTV, com “Jornal 7” na liderança, seguido por “CM Jornal 20H”, “Investigação CM/Burlões e Milionários e “CM Jornal 13H”. Na última posição encontramos “Salve-se Quem Puder” da Globo.

Fonte: Data Insights/Havas Media

Deixe aqui o seu comentário