SIC, RTP1 e cabo sobem e TVI desce

Por a 26 de Abril de 2021

quadro 1
Depois de ter alcançado o valor mais baixo do ano na passada semana, o consumo de TV diário por indivíduo recupera esta semana de forma ligeira, alcançando as 5h36m por indivíduo, o que representa uma recuperação de cerca de 3 minutos por dia face à semana 15.

Já no que concerne à equação da quota de audiência, o cenário para praticamente todos os canais é de reforço ou de
estabilidade face ao período anterior, com a TVI a apresentar-se como a excepção à tendência, sendo o único canal que regista uma quebra no valor do seu share semanal. Assim, a RTP1 observa uma subida muito ligeira para os 11,4%, a SIC sobe para 20,3%, e a oferta Cabo regista o maior crescimento e obtém 35,8% de quota, com o valor de “Outros” (que inclui o visionamento em time shift, streaming e vídeo/jogos), a manter os 13,7% de quota de audiência. A TVI está em contraciclo e decresce até aos 16,6% esta semana.

Na listagem dos canais Pagos mais vistos da semana a primeira metade da tabela repete os mesmos ocupantes e
posições da semana anterior, composta por CMTV, Globo, SIC Notícias, Hollywood e Fox. Nas posições seguintes
encontramos Fox Movies Portugal. Fox Life e TVI24, seguidos pela SportTV+, que está de regresso ao Top 10 da semana; a fechar a listagem está o Disney Channel, que é assim o único canal infantil a marcar presença.

Já no que diz respeito à tabela global dos programas mais vistos, e sem transmissões de futebol a marcar a semana, o líder volta a ser Isto é Gozar Com Quem Trabalha – 3ª Dose, a que se seguem a novela Amor, Amor, o Jornal da Noite e Hell’s Kitchen, todos da SIC, e a novela Bem me Quer da TVI, que fecha a listagem da semana.

Quanto aos programas de canais Pay TV, quem lidera a lista é Golos/Sp. Braga x Sporting, seguido por Investigação
CM/Renato Seabra: o Fim da Esperança, Especial CM/Meco: Reviver a Tragédia, três conteúdos CMTV, seguidos por A Força do Querer da Globo e por mais um programa da CMTV, desta vez o CM Jornal 20h.
quadro 2

havasmediagroup_red_RedFonte: Data Insights/Havas Media Group

Deixe aqui o seu comentário