Nova marca territorial da Madeira trabalhada pela Bloom Consulting e BAR Ogilvy (com vídeo)

Por a 12 de Abril de 2021

Logo_Madeira_tao-tua_cores“Fazer com que cada pessoa sinta que é aqui que pertence” é o objectivo da nova marca territorial agora apresentada ao mercado sob a assinatura “Madeira. Tão tua”. “Este sentimento de pertença, transcrito na expressão Belong, na língua inglesa, é a razão por que a marca existe”, afirma Nuno Vale, director executivo da Associação de Promoção da Madeira (APM), sublinhando que aquilo que está em causa “é muito mais do que os benefícios ou as características unificadoras de uma região”. “O propósito da marca é um Norte, capaz de unificar as nossas gentes e quem nos visita em torno de uma percepção comum e daquilo que nos propomos ser e fazer”, explica o responsável da entidade encarregue de promover a região enquanto destino turístico.

A criação da nova marca, que a associação salienta resultar de “um estudo profundo que visou a identificação dos maiores atributos do território”, envolveu o trabalho de duas agências, a Bloom Consulting, que colaborou ao nível da definição da estratégia de marca, e a BAR Ogilvy, agência que assina a criatividade da nova identidade visual que passará a estar presente em todos os materiais de comunicação da região, quer no mercado nacional quer nos mercados internacionais.

Apostando na modernização da imagem para representar uma Madeira “simples, vibrante e playful”, “o logótipo é composto a partir da desconstrução do círculo – símbolo associado à ideia de inclusão e ao espírito madeirense”, descreve-se a associação em comunicado sobre a nova marca, que estará a assente em quatro pilares: Um lugar onde me sinto bem; Um lugar onde me sinto entre amigos; Um lugar em que vivo como um local; e Um lugar ao qual quero sempre voltar.

O primeiro diz respeito aos atributos naturais e clima da região, enquanto o segundo sublinha a ideia de pertença associada à autenticidade da população local, a sua história e cultura. O terceiro pilar destaca a riqueza histórica e cultural à disposição de todos, sejam locais ou turistas, ao passo que o último salienta a diversidade da experiência turística proporcionada pela região “das pessoas à natureza, da cultura à gastronomia”.

Deixe aqui o seu comentário