Já não é Sol. Novo semanário chama-se Novo e inclui suplemento Olá

Por a 15 de Abril de 2021

solO novo semanário em papel da Lapanews vai chegar às bancas esta sexta-feira com a designação Novo e não como Sol, como pretendiam os responsáveis. A ERC negou o pedido de registo de um novo jornal Sol.

O jornal Novo, de 64 páginas, apresentará quatro secções: Nação (política), Valor (economia e mercados), Global (internacional) e Vida (ambiente, cultura, desporto e tecnologia).

Encartado com o jornal irá sair a revista Olá, com 40 páginas, recuperando assim o histórico suplemento dedicado ao social e ao lifestyle, do extinto Semanário de Rui Teixeira dos Santos.

O Novo apresenta-se com uma equipa de 25 jornalistas e marcadamente de centro-direita, tal como reflecte a escolha de colunistas. Na lista de colunistas encontram-se Francisco Rodrigues dos Santos (líder do CDS),  Telmo Correia (líder parlamentar do CDS/PP), Aline Beuvink (PPM), Carlos Reis (PSD), Maria Castelo Branco (Iniciativa Liberal), Pedro Rodrigues (PSD), mas também o consultor político João Maria Jonet, o ex-presidente da FLAD Vasco Rato e os publicitários João Gomes de Almeida e Manuel Soares de Oliveira e o consultor João Villalobos, profissionais de comunicação que têm colaborado com vários partidos de centro-direita.

No primeiro número, o jornal irá apresentar uma sondagem às autárquicas de
Lisboa e contar os detalhes de uma conversa entre o primeiro-ministro António Costa e o presidente da Câmara Municipal de Pedrógão Grande, Valdemar Alves.

ERC não permite novo registo Sol

Dirigido por Octávio Lousada Oliveira  e Diogo Agostinho, o objectivo inicial da LapaNews era colocar o novo jornal nas bancas em Março com a designação Sol. No entanto, em Fevereiro, o M&P avançou que a Newsplex SA de Mário Ramires encontra-se registada na ERC como proprietária da publicações Sol e I desde 15 de Dezembro de 2015.

Os jornais Sol e I eram, até 2015, editados pela Newshold, empresa do universo Pineview Overseas. A Newshold foi encerrada, tendo Mário Ramires, director dos dois títulos, criado a Newsplex que passou a assegurar a continuidade do diário e do semanário. Desde 19 de Dezembro de 2020 que o semanário Sol se apresenta como Nascer do Sol, uma mudança de nome acompanhada semanas antes pelo diário I que adoptou a designação Inevitável.

As marcas Sol e I foram compradas por Rui Teixeira dos Santos à Pineview Overseas, de Álvaro Sobrinho, antigo proprietário da editora responsável pelo Sol e pelo I. A marca Sol foi licenciada por Rui Teixeira Santos à Lapanews. No entanto, o Correio da Manhã avançou esta quarta-feira que a ERC tinha chumbado o registo da marca Sol, assim como da Lapanews como “empresa jornalística”.

Ao M&P a ERC detalhou que a recusa de inscrição do título Sol “resulta do facto de o título se encontrar protegido pelo Código dos Direitos de Autor e dos Direitos Conexos, nos termos do art.º 5.º, n.º 2.”. Por sua vez, a recusa da inscrição da sociedade Lapanews Edições e Comunicações, SA como empresa jornalística, “prendeu-se com o facto de a sociedade, à data, não ser detentora de nenhuma publicação periódica, nos termos do n.º 2 do Decreto Regulamentar n.º 8/99, de 9 de junho, republicado pelo Decreto Regulamentar n.º 2/09, de 27 de Janeiro.”

A Lapanews Edições e Comunicações foi constituída em 2020 com um capital social inicial de 100 euros, tendo como sócios Rui Teixeira Santos e João Botelho. A empresa passou por um aumento de capital para os 600 mil euros com a entrada dos novos sócios Abstract Sky, Lda, Lion Rock Investments-Investimentos Imobiliários e Mobiliários, Lda. e LFV – Des Vosges, Lda.

 

Deixe aqui o seu comentário