GCI tem nova directora-geral e há uma nova área de inteligência digital no grupo

Por a 7 de Abril de 2021

Tânia TadeuTânia Tadeu, profissional que esteve a última década no grupo YoungNetwork e liderava nos últimos anos a Taylor, é a nova directora-geral da GCI. “A comunicação criativa é o core da GCI e deste grupo, é por isso que queríamos reforçar a nossa área de consultoria de comunicação e relações públicas com alguém que desse seguimento a esta estratégia”, justifica Bruno Batista, CEO do grupo que inclui a GCI, Sustainable Society Initiative, WMK e Virtual Arena.

“A par do know-how da Tânia, o facto de percebemos que partilha da mesma visão, em como podemos e devemos trabalhar a comunicação dos nossos clientes, foi determinante para esta aposta”, explica o responsável, enquadrando a contratação da profissional, cujo percurso conta ainda com passagens por agências como Agendasetting ou MediaConsulting, no objectivo de “cada vez mais centrarmo-nos em oferecer estratégias transversais e criativas, que resultem nas melhores experiências e resultados para os clientes”.

Além da nova directora-geral, que assume responsabilidades quer sobre a GCI, quer sobre a Sustainable Society Initiative, área dedicada ao desenvolvimento de estratégias criativas em sustentabilidade, há mais mudanças ao nível da estrutura do grupo, que passa a contar com uma área de inteligência digital liderada por João Morgado focada em tecnologia e data & analytics e com uma equipa composta por programadores, analistas de dados e criativos. Web & mobile development, e-commerce ou CMS (Content Management Systems) serão algumas das áreas trabalhadas, numa oferta que inclui, segundo a agência, “funis de vendas, taxas de conversão, costumer journey, search engine optimization, search engine marketing, paid advertising, entre outros”.

“A incorporação do PR digital é um ‘add-on’ que irá aumentar em muito a nossa abrangência e capacidade de actuação, ao mesmo tempo que irá permitir casar, de um modo cada vez mais natural, todas as áreas do grupo, que juntas terão a capacidade de implementar estratégias únicas e integradas”, explica Tânia Tadeu. O objectivo é “ver o grupo crescer”, aponta a nova directora-geral, indicando que “para isso temos de oferecer o melhor serviço aos clientes, com equipas dinâmicas, flexíveis e com vontade em ‘espicaçar criativamente’ os mesmos”.

“A integração de data & analytics e tecnologia dá-nos leitura e análise para delinear a estratégia, garantindo ao cliente o desenvolvimento e implementação, mas também o retorno do seu investimento. É por isso que acreditamos que o nosso investimento nesta área é uma aposta destemida e que nos diferencia, sem dúvida, das restantes agências”, completa Bruno Batista, defendendo que “a integração destas duas vertentes é o que potencia o valor apresentado ao cliente”.

“Continua a ser possível o cliente contratar apenas desenvolvimento tecnológico, como um site, uma app, ou contratar só uma campanha de Google Ads, mas o valor acrescentado é ter precisamente uma solução multifacetada”, argumenta o CEO do grupo que, para potenciar esta integração, reforça também as competências de Paulo Frade, profissional que assume a direcção de operações “com o objectivo de integrar a estratégia dos clientes e criar valor acrescentado nas sinergias entre todas as valências”.

Deixe aqui o seu comentário