Festival Política imagina um mundo onde as melhores leis não conhecem fronteiras (com vídeo)

Por a 21 de Abril de 2021

Festival PolíticaE se pudéssemos exportar as nossas melhores leis e importar as melhores leis dos outros países? A questão foi o ponto de partida para a produção de um documentário que integrará a comunicação da edição deste ano do Festival Política, cujo tema central serão as Fronteiras. “Trabalhar com o Festival Política é sempre um desafio. Queremos todos os anos surpreender e fazer algo que não fizemos antes. Investigar uma tese social relevante foi a nossa motivação este ano. Estamos a provar que hoje em dia a publicidade é bem mais do que anúncios”, comenta Edson Athayde, director criativo da FCB Lisboa, agência que, pelo terceiro ano consecutivo, trabalha a comunicação do evento, assegurando igualmente a criatividade da campanha que estará presente em televisão, exterior e meios digitais.

Activistas, juristas, representantes de entidades e políticos são algumas das personalidades que tentam dar resposta à questão num projecto que pretender, a partir daí, “descobrir o que mudaria na vida das pessoas caso, por exemplo, as nossas leis contra a homofobia fossem implementadas na Rússia” ou “o que aconteceria se a Lei Maria da Penha, lei brasileira de protecção das mulheres contra a violência doméstica, pudesse ser aplicada em Portugal”.

Com produção a cargo da Bro Cinema, o documentário “A Troca – Leis Que Desafiam Fronteiras” será divulgado online e durante as sessões do evento, que terá lugar no Cinema São Jorge a partir desta quinta-feira, prometendo “quatro dias de cinema, performances, música, exposições e debates centrados nas fronteiras políticas, mas também nas divisões e clivagens que fomentam a discriminação, o racismo, a intolerância e o desrespeito pelos direitos humanos”.

Deixe aqui o seu comentário