Por onde andou o investimento publicitário em Março

Por a 23 de Abril de 2021

eurosA Vodafone assumiu em Março o estatuto de maior anunciante do mercado português ao movimentar um investimento, a preços de tabela, na ordem dos 40,4 milhões de euros. Havas Worldwide e Carat lideraram o investimento movimentado por agências criativas e agências de meios, segundo dados MediaMonitor correspondentes a valores a preços de tabela.

A operadora de telecomunicações, que em Fevereiro se encontrava na terceira posição, encerrou o último mês na primeira posição dos rankings da MediaMonitor, sucedendo à Ediclube – Edição e Promoção do Livro, que ocupou em Março o terceiro lugar com um investimento de 30,9 milhões de euros. A segunda posição, com um investimento a rondar os 37,1 milhões de euros, pertenceu ao Continente, que no mês anterior ocupava a quarta posição. Viva Melhor Sempre e European Home Shopping completam o top 5 com investimentos, respectivamente, de 26,6 e 22,8 milhões de euros.

A Carat volta, em Março, a surgir destacada enquanto agência de meios que movimentou maior volume de investimento publicitário. Segundo dados MediaMonitor, a preços de tabela, a agência da Dentsu foi responsável por um investimento na ordem dos 113,2 milhões de euros. A alguma distância, a segunda posição foi ocupada pela Wavemaker, que subiu uma posição face ao mês anterior ao somar um investimento de 73,8 milhões de euros, seguida pela Arena, que encerra o último mês com 70,4 milhões de euros. O top 5 fica completo com a Initiative, com aproximadamente 59 milhões de euros, e OMD, com 49,1 milhões de euros.

A liderança entre as agências criativas ficou em Março nas mãos da Fuel, com um investimento próximo dos 50,9 milhões de euros, a preços de tabela. Nos lugares seguintes surgem a Wunderman Thompson (49,1 milhões), a Partners (41,9 milhões), a Havas Worldwide (40,8 milhões) e a BBDO (31,6 milhões).

No acumulado do primeiro trimestre, as lideranças do investimento publicitário continuam a pertencer à Ediclube (84,5 milhões de euros), Fuel (123,5 milhões) e Carat (286,6 milhões), à frente, respectivamente, dos rankings dos anunciantes, agências criativas e agências de meios.

Deixe aqui o seu comentário