Worten posiciona-se para um ano em que o “factor preço será, previsivelmente, mais decisivo do que nunca” (com vídeos)

Por a 22 de Março de 2021

f1729b77e2c6578526647b3f3cad6d82“O factor preço será, previsivelmente em 2021, mais decisivo do que nunca. Quisemos, por isso, endereçá-lo explicitamente com a criatividade da nova campanha”, justifica Inês Drummond Borges, directora de marketing da Worten. A nova campanha da marca, que representará um investimento na ordem dos 5,3 milhões de euros, pretende reforçar o posicionamento da insígnia enquanto lugar para poupar.

“Depois de um ano de pandemia, a incerteza quanto à dimensão do impacto económico do que estamos a viver é uma realidade que, naturalmente, fará aumentar a preocupação do consumidor sobre se está, ou não, a fazer ‘o melhor negócio’ possível com cada compra que faz”, explica a responsável, indicando que a campanha visa “reforçar a percepção de que a Worten está consciente da preocupação com a poupança e racionalidade de gastos e que continua a ser a marca que garante o acesso dos portugueses aos produtos de electrónica e electrodomésticos mais adequados ao perfil e necessidades de cada um, de modo a que possam tirar verdadeiro partido dos benefícios que os mesmo trazem ao seu dia-a-dia.”

“Queremos mesmo poupar? Mais vale ir à Worten” é então o mote assumido pela insígnia na nova campanha, cuja criatividade tem assinatura da Fuel, e que acompanhará toda a comunicação da marca ao longo deste ano. O humor foi o tom escolhido, com um conceito que traça a “caricatura de um comportamento relativamente comum que nos leva a querer poupar muito um produto que acabámos de comprar, porque é novo e/ou foi caro”, retratando “atitudes um tanto bizarras de pessoas que vão ao extremo de não usar de todo os equipamentos que compraram, não tirando qualquer partido dos benefícios que a utilização dos mesmos traria”.

Além do filme para televisão, com produção a cargo da Grumpy Panda, a campanha marca presença em meios digitais, rádio, folheto e ponto de venda.

Deixe aqui o seu comentário