Reebok deverá mudar de mãos até ao final do primeiro trimestre

Por a 17 de Fevereiro de 2021

ReebokProduct2A Reebok, marca adquirida pela Adidas em 2006, vai voltar a mudar de mãos, num processo que deverá ficar concluído até ao final do primeiro trimestre deste ano. A decisão de vender a operação da marca desportiva foi anunciada esta terça-feira pela Adidas, que pretende reforçar a sua posição no mercado e justifica a venda com a convicção de que será possível obter melhores resultados de exploração das marcas seguindo caminhos separados.

“Após uma ponderação cuidada, chegamos à conclusão de que Reebok e Adidas serão capazes de explorar significativamente melhor seu potencial de crescimento se ficarem independentes uma da outra. Vamos trabalhar diligentemente nos próximos meses para garantir um futuro de sucesso para a Reebok e para a equipa por trás da marca”, avançou Kasper Rorsted, CEO da Adidas, num comunicado onde não é referido o potencial comprador, sendo remetidos mais pormenores para a apresentação do plano de negócios da empresa alemã até 2025, que terá lugar no próximo dia 10 de Março.

A Reebok chegou a estar avaliada em dois mil milhões de euros antes da pandemia mas, com fortes quebras nas vendas, a Adidas estima que o valor da marca tenha caído para menos de metade, rondando agora os 842 milhões de euros.

Deixe aqui o seu comentário