Novo semanário Sol já tem directores e prevê investimento de três milhões de euros

Por a 10 de Fevereiro de 2021

pjimage (55)A LapaNews está a preparar o lançamento de um novo semanário em papel, prevendo uma equipa de 25 jornalistas e um investimento até três milhões de euros. O objectivo era que o primeiro número chegasse às bancas já na primeira semana de Março. No entanto, a data poderá resvalar face à evolução do confinamento imposto pela pandemia da covid-19. À frente da área editorial do novo título, que assume a designação Sol e que chegará às bancas às sextas-feiras, estão Octávio Lousada Oliveira (director) e Diogo Agostinho (director-executivo).

Desta forma, passará a existir um semanário Sol que sai às sextas e o Nascer do Sol (ex-Sol) aos sábados. Como o M&P tinha já avançado, as marcas Sol e I foram compradas por Rui Teixeira dos Santos à Pineview. A marca Sol foi agora licenciada à LapaNews.

Os jornais Sol e I eram, até 2015, editados pela Newshold, empresa do universo Pineview Overseas. A Newshold foi encerrada, tendo Mário Ramires, director dos dois títulos, criado a Newsplex que passou a assegurar a continuidade do diário e do semanário. Desde 19 de Dezembro de 2020 que o semanário Sol se apresenta como Nascer do Sol, uma mudança de nome acompanhada semanas antes pelo diário I que adoptou a designação Inevitável.

Agora João Botelho, presidente do conselho de administração da LapaNews, confirma ao M&P os planos de lançamento de um novo semanário Sol, com uma equipa de 25 jornalistas que está agora a ser constituída. “Vamos chegar ao mercado num momento muito complexo”, admite, referindo que o semanário “quer ocupar um espaço editorial de centro-direita. Queremos recuperar o estilo que era de O Independente, nomeadamente ao nível das capas e da comunicação, mas sem os processos judiciais”, descreve João Botelho. Exemplo da inovação que pretendem introduzir é a da “direcção bicéfala” partilhada por Octávio Lousada Oliveira e Diogo Agostinho. “No fundo, é uma escolha de dois directores que se complementam. É preciso sangue-novo nas redacções”, justifica João Botelho.

Octávio Lousada Oliveira estagiou na SIC e no Record, tendo sido jornalista do Diário de Notícias, Sábado e Visão. Desde Outubro de 2020 que integrava a editoria de política do Expresso. É co-autor do livro “António Costa – Os meios e os fins do líder socialista”, lançado pela Matéria Prima em 2015. Já Diogo Agostinho foi chefe de gabinete de Pedro Santana Lopes na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, tendo nos últimos três anos e meio desempenhado funções da empresa municipal Cascais Dinâmica. Colunista do Expresso online, onde se apresenta como “cidadão, economista, político e sonhador”, Diogo Agostinho foi co-autor do livro “Insondáveis Sondagens”, editado pela Aletheia, com prefácio de Santana Lopes e posfácio assinado por Paulo Portas.

Vendas em banca entre oito a nove mil exemplares

A expectativa é que o novo semanário venda em banca, numa fase inicial, entre oito a nove mil exemplares. “No nosso business plan somos até mais conservadores”, admite João Botelho que revela que o investimento no projecto poderá ascender aos três milhões de euros. Sobre a questão da designação do jornal, nomeadamente o facto de poderem coexistir dois semanários com nomes semelhantes, João Botelho refere apenas: “Não me vou meter no meio de uma guerra entre jornais. Não vou comentar o assunto. Vamos com um produto novo para o mercado. O INPI é que poderá fazer essas avaliações”.

De acordo com os registos online do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), consultados esta quarta-feira, a marca Sol continua detida pela PineView Overseas, enquanto a marca Nascer do Sol foi registada por Mário Ramires em 2019.

Aumento de capital e novos sócios na LapaNews

O Portal da Justiça dá conta que a LapaNews Edições e Comunicações passou recentemente por um aumento de capital para os 600 mil euros com a entrada dos novos sócios Abstract Sky, Lda, Lion Rock Investments-Investimentos Imobiliários e Mobiliários, Lda. e LFV – Des Vosges, Lda. O conselho de administração é presidido por João Botelho, tendo como administradores Miguel Corte-Real Gomes, Pedro Teixeira Santos e Francisco Oom Pimenta Peres.

A empresa foi constituída em 2020 com um capital social inicial de 100 euros, tendo como sócios Rui Teixeira Santos e João Botelho. Contactado pelo M&P, Rui Teixeira Santos, director do jornal Semanário até 2009, ex-coordenador do Serviço de Planeamento, Estudos, Auditoria e Jurídico da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa e agora consultor da Abreu Advogados, referiu que não está a acompanhar o quotidiano da editora e do lançamento do novo jornal.

Notícia actualizada a 11 de  Fevereiro com a informação de que o título Sol é propriedade de Rui Teixeira Santos e  que foi licenciado à LapaNews. 

Deixe aqui o seu comentário