NetAudience: TVI sobe à liderança no arranque do ano

Por a 12 de Fevereiro de 2021

Media CapitalCom um reach multiplataforma de aproximadamente 3 milhões e 932 mil pessoas, a TVI assumiu, no arranque de 2021, o estatuto de meio de comunicação social com maior alcance digital em Portugal, posição que era ocupada desde o passado mês de Agosto pelo Correio da Manhã. Ao crescer dos 3,68 milhões de reach registados no último mês de 2020 para os 3,93 milhões em Janeiro, a estação de Queluz ultrapassou o diário da Cofina, que viu o seu alcance digital diminuir dos 3,81 milhões registados em Dezembro para 3,71 milhões de pessoas alcançadas em Janeiro deste ano, ocupando agora a segunda posição do ranking NetAudience. A encerrar o top 3 surge agora a SIC, com um reach multiplataforma de 3,09 milhões de pessoas, registando um crescimento significativo face às 2,39 milhões de pessoas alcançadas no passado mês de Dezembro.

A terceira posição tem sido ocupada nos últimos meses pelo Jornal de Notícias, título que, tal como acontece com todas as outras publicações detidas pelo Global Media Group, passou a estar ausente do ranking da Marktest a partir do início deste ano. O mesmo acontece com o Sapo. Ausências que, justifica a empresa de estudos de mercado numa nota publicada juntamente com os resultados apurados em Janeiro, “reflectem as dificuldades que todos sofremos em 2020”.

“Neste início de ano, regista-se a saída de auditoria NetAudience dos seguintes editores: Global Media Group e Sapo. As saídas foram-nos comunicadas como fazendo parte das medidas de contenção, no contexto económico resultante da pandemia. Logo que alguma situação se altere, partilharemos neste mesmo círculo”, esclarece a Marktest. Ao que o M&P apurou, quer o Global Media Group quer o Sapo, estarão neste momento em negociações com a Marktest com vista à renovação, ou não, do contrato, que terminou em Dezembro. Os dados continuam a ser analisados, não sendo, no entanto, tornados públicos.

Na análise entre os títulos generalistas, passa então a ocupar o segundo lugar o Expresso, título que, no ranking geral, se encontra agora na quarta posição. O semanário da Impresa regista no arranque do ano um crescimento do seu alcance digital ao subir dos 2,57 milhões registados em Dezembro do último ano para um reach multiplataforma muito próximo da fasquia dos 3 milhões de pessoas alcançadas, ultrapassando no ranking geral a Flash. O site da Cofina encerra agora o top 5 com 2,68 milhões de pessoas alcançadas no primeiro mês de 2021, o que representa uma quebra relativamente aos 2,97 milhões de pessoas alcançadas no encerramento do último ano.

O Record segue na liderança no segmento desportivo apesar de descer dos 1,62 milhões de pessoas que havia alcançado no mês anterior para um reach próximo de 1,4 milhões. Na ausência de O Jogo, o desportivo da Cofina é seguido em Janeiro pelo site MaisFutebol, que viu o seu reach crescer dos 1,16 milhões de pessoas para 1,27 milhões de pessoas alcançadas em Janeiro. No segmento económico, o Jornal de Negócios sobe dos 2 milhões de pessoas alcançadas no último mês de 2020 para os 2,1 milhões no arranque deste ano.

Entre as estações de teelvisão, à primeira e terceira posição alcançadas pelos dois canais privados, segue-se, na sexta posição do ranking geral, a RTP. A estação pública viu o seu reach multiplataforma crescer consideravelmente, ao subir dos 1,74 milhões de indivíduos alcançados no digital em Dezembro para os 2,48 milhões em Janeiro. Nas rádios, a ausência da TSF no ranking de Janeiro deixou a liderança em aberto. O novo líder, no arranque do ano, é a Renascença, que passou das 659 mil pessoas alcançadas em Dezembro para 1,25 milhões em Janeiro. Seguem-se a RFM, com 1,22 milhões de pessoas alcançadas (registava 982 mil pessoas alcançadas no último mês do ano) e Comercial, com 882 mil pessoas alcançadas (registava 704 mil pessoas em Dezembro).

Na análise aos resultados por grupo de media, há igualmente novo líder no arranque de 2021, com a Media Capital a assumir a primeira posição. Com 4 milhões e 436 mil pessoas alcançadas em Janeiro, a dona da TVI ultrapassa a Cofina, que desce à segunda posição ao registar, no primeiro mês do ano, um reach multiplataforma de 4 milhões e 321 mil pessoas. Na ausência do Globa Media Group, que ocupava em Dezembro a segunda posição com um reach digital de 4,29 milhões de pessoas, o top 3 é agora encerrado pela Impresa, que regista neste arranque de ano 3 milhões e 935 mil pessoas alcançadas nas plataformas digitais. Seguem-se a RTP (2,48 milhões) e a Renascença Multimédia (2,13 milhões).

O ranking NetAudience apresenta desde Maio de 2019 os números relativos ao reach agregado dos títulos que integram a rede Nónio: 5,12 milhões de indivíduos alcançados em multiplataforma no último mês.

Deixe aqui o seu comentário