Audiências em Janeiro: SIC reforçou liderança num mês de estreias, futebol e presidenciais

Por a 1 de Fevereiro de 2021

quadro 1
A análise de audiências de TV da agência de meios Initiative, que integra o grupo Mediabrands, revela que em Janeiro, alavancado pelo novo confinamento geral imposto pelo governo para travar a pandemia, o consumo televisivo em Portugal aumentou 5.5 por cento.

Num mês recheado de estreias e novas apostas dos canais portugueses, a SIC liderou com um share de 19%, mais 0.7 p.p. (pontos percentuais) face a Dezembro. Seguiu-se a TVI, que apostou em novas caras e novos programas para iniciar o ano. A estação de Queluz registou um share de 16.8%, menos 0.1 p.p. face a Dezembro. Já a RTP1 terminou o mês com um share de 11.4%, um recuo de menos 1.1 p.p. comparativamente a Dezembro de 2020. No que concerne ao universo dos canais Pay TV, estes atingiram em Janeiro um share de 36.6%. CMTV foi o canal líder nesta tipologia com um share de 4.3%, seguindo-se a SIC Notícias (2.5%) e Hollywood (1.8%).

Como foi o primeiro mês de Dois Às Dez e Goucha

O ano começou com inúmeras novidades na televisão portuguesa. SIC, TVI e RTP1 lançaram novos programas, em mês de confinamento geral. Na TVI, Dois Às 10 foi o destaque das manhãs. Apresentado por Maria Botelho Moniz e Cláudio Ramos, o programa substituto de Você na TV, que esteve no ar por mais de 15 anos, registou uma audiência média de 397 mil telespectadores a que correspondeu um share de 19.7%. Com este resultado, o programa suplantou as audiências do último mês de transmissão de Você na TV em mais 27 mil telespectadores. Estes valores permitiram que o programa também liderasse durante o acumulado das manhãs dos dias de semana de Janeiro, ficando ligeiramente acima das audiências de Casa Feliz, que terminou o mês com uma audiência média de 367 mil telespectadores e um share de 17.9%.

Já no período da tarde, destaque para a estreia do novo programa de Manuel Luís Goucha, que foi para o ar no dia 4 de Janeiro. Goucha terminou o mês com uma audiência média de 453 mil telespectadores, menos 18 mil telespectadores que Júlia, líder nas tardes dos dias de semana. Da RTP1, Nossa Tarde, contou com uma audiência média de 252 mil telespectadores.

Estreias no prime-time e ao fim-de-semana

No período do prime-time semanal, destaque para a estreia de Amor, Amor, a nova telenovela da SIC. O programa foi o mais visto no dia de estreia e, no acumulado do mês, foi visto em média, por mais de 1.3 milhões de portugueses. Também da SIC, de mencionar a estreia do novo programa de sábado à tarde. Apresentado pela por Cláudia Vieira e João Manzarra, Regresso ao Futuro terminou o mês com uma audiência média de 578 mil telespectadores e um share de 12.7%. Destaque também para as novas temporadas de A Máscara, Big Brother – Duplo Impacto e de The Voice Kids.

Durante o mês de Janeiro e analisando a média de todas as inserções de cada programa, destaque para os jogos a contar para a Final Four da Taça da Liga. Transmitida pela SIC, a fase final da competição contou com a transmissão das meias-finais e da final, que consagrou o Sporting como vencedor. Noutro âmbito, os debates para as Presidenciais 2021 também estiveram na ordem do dia. Os debates mais vistos opuseram Marcelo Rebelo de Sousa / André Ventura (SIC), Marisa Matias / André Ventura (SIC) e Ana Gomes / André Ventura (TVI).

quadro 2quadro 3

initiativeFonte: Initiative

Deixe aqui o seu comentário