Uzina ganha criatividade local da Ikea

Por a 18 de Janeiro de 2021

IkeaA Uzina vai assumir a criatividade local da Ikea, trabalhada nos últimos oito anos pela The Hotel. “Adaptação de campanhas, desenvolvimento de projectos locais de activação de marca e social media” serão as áreas a cargo da agência, que foi seleccionada na sequência de um processo de consulta ao mercado lançado pela marca e coordenado pela Scopen. A Virtue, que ganhou no início do último ano a conta da Ikea em seis mercados europeus, incluindo em Portugal, continua a ser a agência responsável pela activação e posicionamento da marca em território nacional.

“O início da parceria com a Virtue, anunciada em Fevereiro de 2020, está alinhada com o propósito da Ikea em trabalhar as campanhas da marca de forma cada vez mais transversal e alinhadas entre vários mercados”, esclarece a empresa em comunicado, explicando que a Uzina irá trabalhar a marca “alinhada com esta direcção”.

No âmbito deste modelo, enquadra a marca, a contratação de uma agência criativa em cada mercado surge como “complemento” já que “foi identificada a necessidade de manter parceiros para o trabalho local, seja de adaptação do trabalho desenvolvido no cluster, seja para responder às necessidades mais diárias e de activação de marca”.

“Com a chegada da conclusão do contrato com a agência The Hotel – à qual agradecemos profundamente o apoio, trabalho e dedicação ao longo dos últimos oito anos – iniciámos um concurso local, que veio demonstrar a enorme qualidade de projectos desenvolvidos por agências criativas em Portugal e que nos confirmou a importância e a relevância de termos parceiros locais”, afirma Helena Gouveia, directora de marketing da Ikea Portugal.

O modelo seguido actualmente pela marca no mercado português, onde a comunicação é trabalhada de forma transversal com a Suécia, Finlândia, Noruega, Dinamarca e Bélgica, resulta de uma análise em que “a Ikea identificou temas e áreas de actuação comuns a diferentes grupos de mercados”, justificava a responsável ao M&P, aquando da contratação da Virtue.

“A Ikea procura, diariamente, desenvolver e implementar novas práticas de trabalho e novas formas de criar sinergias entre mercados e entre parceiros. A evolução tecnológica, digital e a introdução de novos canais e plataformas de comunicação inspirou a Ikea a reequacionar toda a forma como a marca comunica”, contextualizava Helena Gouveia, esclarecendo ao M&P que “a resposta a desafios essencialmente locais” continuaria a ser “assegurada pela rede de agências e parceiros local, incluindo criatividade, produção e media”.

Deixe aqui o seu comentário