Negócio da Lusa leva ERC e Autoridade da Concorrência ao Parlamento

Por a 20 de Janeiro de 2021

lusaOs deputados da comissão de Cultura e Comunicação aprovaram esta terça-feira por unanimidade a audição dos reguladores ERC e da Autoridade da Concorrência Concorrência sobre a compra de 22,35 por cento da Lusa pelo grupo Bel.

O grupo parlamentar do PS entende, citado pela Lusa, que “a eventual reconfiguração do capital social pode ter impacto na governação da agência de notícias nacional, onde o Estado português tem uma participação de 50,14 por cento, sendo certo que à Lusa corresponde e deve continuar a corresponder uma importante missão pública – um jornalismo independente, pluralista, isento e rigoroso”. O PCP e o Bloco de Esquerda enviaram questões ao governo sobre a compra da participação da Lusa.

Recorde-se que a 4 de Janeiro, a Impresa anunciou a celebração de um contrato-promessa com a Páginas Civilizadas (Grupo Bel), do empresário Marco Galinha, que é accionista da Global Media, para a venda da sua posição de 22,35 por cento na agência de notícias Lusa por 1,250 milhões de euros.

ERC esclarece que venda da participação da Impresa na Lusa não necessita de “intervenção prévia”

Deixe aqui o seu comentário