Audiências TV: SIC e TVI descem por igual e continuam separadas por 1,5 pontos

Por a 18 de Janeiro de 2021

Clipboard01O consumo televisivo da semana 2 de 2021 manteve-se em linha com o registado na semana inicial do ano, com um valor de 6h02m por indivíduo, cerca de mais dois minutos face à semana anterior. No que respeita à repartição de audiência, o cabo recupera quota e alcança um share de 37,1%, esta semana, em sentido contrário ao que se regista entre os canais FTA, que apresentam tendência decrescente. Assim, a SIC regista na semana 2 do novo ano 18,7% de share e a TVI apresenta uma quota de audiência de 17,2%; com ambos os canais a registarem uma quebra semelhante, mantém-se a diferença de 1,5p.p. entre ambos. Também a RTP1 segue a mesma tendência e apresenta esta semana um share de 11,8%, mais uma vez inferior ao Outros (que inclui o visionamento em time shift, streaming e vídeo/jogos), que esta semana sobe ligeiramente para os 13,1%.

Nos canais pagos mais vistos a CMTV permanece imbatível na liderança, com uma audiência de 105,2 mil telespectadores/dia, seguida por SIC Notícias e pela Globo, que esta semana está de regresso ao pódio dos mais vistos. TVI Reality sobe um lugar e ocupa a posição que se segue, seguida por TVI 24, Fox e Hollywood, que cai agora até ao sétimo lugar. A fechar o top da semana estão Fox Movies e os infantis Disney Channel e Cartoon Portugal.

Clipboard02Na programação é mais uma semana em que os conteúdos SIC ocupam toda a tabela dos mais vistos: a liderança da semana é para Isto é Gozar com quem Trabalha – 3ª Dose, com 15,5% de audiência média, a marcar o regresso do programa de Ricardo Araújo Pereira ao topo da tabela. Seguem-se o Jornal da Noite de domingo, a nova novela Amor, Amor e os dois programas do serão de sábado: A Máscara e Patrões Fora.

Havas_media_groupNo que respeita aos conteúdos Pay TV, o CM Jornal 20H de dia 15, dia de início do novo confinamento geral, lidera a tabela, com as restantes posições a serem repartidas entre CMTV e SIC Notícias, com conteúdos noticiosos e desportivos.

Análise Data Insights do Havas Media Group

Deixe aqui o seu comentário