DN regressa a diário em papel com 88 páginas e oferta de espumante

Por a 29 de Dezembro de 2020

DNNo dia em que assinala o seu 156.º aniversário, o Diário de Notícias regressa às bancas como jornal diário. “Entre as festas natalícias amarradas por uma máscara e um contexto difícil de pandemia – com uma crise económica e social que avança no país e no mundo -, o Diário de Notícias renasce”, escreve a sua directora, Rosália Amorim, em editorial, onde sublinha a “ousadia de regressar à edição diária em papel, quando a tendência geral passa por edições online (onde o site dn.pt tem batido sucessivos recordes de audiências), o Diário de Notícias surge hoje com um número especial, a partir do qual se inicia uma nova etapa que recupera a presença diária nas bancas, sem descurar o digital”. Com preço de capa de 1,30 euros, a primeira edição do regresso ao diário em papel inclui a oferta de uma garrafa de espumante (200 ml).

Na capa do título do Global Media Group desta terça-feira, o destaque vai para um artigo de antevisão dos desafios do ano de 2021, assinado por Paulo Ribeiro Pinto (jornalista do Dinheiro Vivo) e para uma entrevista de seis páginas à comissária europeia Elisa Ferreira, conduzida pela directora do DN no estúdio do Jornal de Notícias no Porto. A edição inclui ao longo de oito páginas um outlook da revista The Economist com as perspectivas económicas internacionais.

Numa edição com 88 páginas, 30 são ocupadas por anúncios de página inteira de 29 anunciantes. Entre eles estão a Volkswagen, Mercedes, Associação Mutualista Montepio, Peugeot, Fidelidade, Continente, Meo ou Corte Inglés. Na lista de anunciantes também se encontram as autarquias de Lisboa, Oeiras, Sintra, Valongo e da União de Freguesias de Cascais e Estoril.

Em entrevista ao M&P, Rosália Amorim indicou que o jornal em papel dará especial atenção aos “grandes temas da política, mas também da economia – em que contamos com a redacção muito experiente e atenta do Dinheiro Vivo -, e ainda do que se passa na região metropolitana da grande Lisboa e noutras grandes cidades e que terão voz na nova secção de Local. E, claro, sem esquecer os temas da sociedade portuguesa”.

O DN mantém o Dinheiro Vivo ao sábado, dia em que passa a publicar também o DN+, suplemento dedicado à arte, lifestyle e pessoas inspiradoras. À sexta sai a revista Evasões e ao domingo a Notícias Magazine, ambas comuns ao Jornal de Notícias.

“Estamos confiantes na credibilidade que temos junto dos leitores e dos anunciantes”

Deixe aqui o seu comentário