Revista Up da TAP chega ao fim em formato impresso

Por a 2 de Novembro de 2020

upApós 13 anos de existência, chegou ao fim a edição impressa da revista Up, distribuída mensalmente a bordo dos aviões da TAP. Desde o início da pandemia da covid-19 que a publicação se encontrava suspensa. “Em Fevereiro de 2020, a situação de força maior resultante da evolução global da pandemia e o consequente impacto muito significativo na operação da TAP, ditaram a suspensão da produção e publicação da revista Up”, justifica ao M&P fonte oficial da companhia aérea.

Agora, chega a confirmação de que a edição impressa não será retomada, passando o projecto editorial a assumir um formato exclusivamente digital. “Tendo em conta a evolução actual e expectável da pandemia e das medidas de protecção associadas, a TAP decidiu cancelar definitivamente a revista Up no seu formato actual e accionar os procedimentos para um concurso conducente à produção da revista UP em formato digital, tendência global das suas congéneres, para o caminho da sustentabilidade e protecção ambiental”, adianta ao M&P a mesma fonte.

“Para além de a operação da TAP continuar a registar níveis significativamente inferiores aos anteriores a Março de 2020 (mês em que a OMS declarou a existência de uma pandemia) e da manutenção de diversas restrições governamentais aplicáveis a voos comerciais, a produção da revista Up encontra-se ainda afectada pela implementação pela TAP de instruções emitidas por organizações internacionais do sector do transporte aéreo (EASA e ICAO) no sentido de estabelecer procedimentos paperless e contactless a bordo”, esclarece fonte oficial da companhia aérea, indicando que “o Council Aviation Recovery Task Force (CART) da Organização Internacional da Aviação Civil (ICAO), no documento intitulado Take-off: Guidance for Air Travel through the Covid-19 Public Health Crisis, de 27 de Maio de 2020, determinou a remoção das aeronaves de todos os jornais e revistas”. “Pelas razões expostas, a TAP abriu consulta ao mercado para uma revista de formato digital”, informa fonte da empresa, referindo apenas que “essa consulta está em curso”.

Paula Ribeiro, fundadora e directora da revista, havia já referido, em declarações ao Observador, que em Janeiro tinha sido informada de que a TAP pretendia lançar um concurso público para escolha de um novo projecto editorial de bordo. “Não sei em que ponto está o concurso, resolvi não participar e a única certeza é de que nascerá uma nova revista em breve”, declarou Paula Ribeiro.

A Up chegou a reivindicar uma audiência de 1,7 milhões de leitores por mês. Vencedora de vários prémios de design, a publicação foi também distinguida pelos World Travel Awards como a melhor revista de bordo da Europa e do mundo.

Deixe aqui o seu comentário