Nuno Santos, Especial Rádio e Disney+

Por a 24 de Setembro de 2020

K_mep-Mont_869Fique a par dos temas da edição desta quinzena do Meios & Publicidade. Em destaque na capa está Nuno Santos, CEO da Wunderman Thompson. Os espaços de opinião são da assinados por António Cunha Vaz e Jorge Faustino.

Entrevista: “Quero ser número um em Portugal e com grande expressão na Europa”
“Aquilo que acreditamos que fazemos é transformar o negócio dos nossos clientes através da criatividade”. É esta a ambição de Nuno Santos para a Wunderman Thompson, agência que diz ser mais do que a soma da Wunderman com a J. Walter Thompson. A fusão, os objectivos e o papel da agência na relação com os clientes, o papel da criatividade nos negócios, a desvalorização (ou não) da publicidade, a entrada das consultoras e o centro de excelência em automação e marketing são alguns dos temas abordados na conversa.

Como ficam as relações com jornalistas e eventos em tempos de pandemia
As habituais conferências de imprensa, apresentações ou eventos dirigidos a jornalistas tiveram de ser ajustados em plena pandemia da covid-19. A adaptação a novos formatos foi rápida e há modelos de trabalho que vieram para ficar. Leia os testemunhos de seis consultores de comunicação.

Porquê centralizar o marketing?
O grupo Sovena decidiu centralizar o marketing do grupo sob direcção de Loara Costa. A marketeer brasileira explica que é uma oportunidade para criar sinergias entre países.

Disney+ vem disputar o tempo e a carteira dos portugueses
Três responsáveis por agências de meios partilham a sua opinião sobre o impacto da entrada da plataforma Disney+. Em comum a certeza de que o novo serviço de streaming vai disputar o share of time e o share of wallet. De acordo com a Marktest, dois milhões de portugueses subscrevem plataformas de streaming, num mercado onde se destacam a Netflix e a HBO.

Episódios para a história da imprensa
Tal & Qual – Memórias de um jornalismo, de Gonçalo Pereira Rosa e José Paulo Fafe, reúne as melhores histórias do tablóide que chegou a vender 150 mil exemplares por semana. Foi lançado com oito páginas pela empresa Repórteres Associados, tendo sido vendido ao grupo suíço Edipresse e posteriormente à Lusomundo. Encerrou em 2007 com vendas a rondar os 10 mil exemplares. Histórias que começaram há 40 anos e que agora estão reunidas num livro com chancela da Âncora Editora.

Especial Rádio: A recuperação já está no ar?
Após um ano em que se atingiram máximos históricos nas audiências de rádio em Portugal, o confinamento imposto pela pandemia provocou uma quebra generalizada na audiência das principais estações durante o primeiro semestre. O impacto no negócio foi acentuado, com o sector a perder cerca de um terço do investimento publicitário. As marcas começam a regressar à antena mas a recuperação ainda é tímida.

versão completa desta edição em formato e-paper é exclusiva para subscritores do M&P. Pode comprar apenas esta edição  ou efectuar uma assinatura do M&P aqui obtendo o acesso imediato. Para mais informações contacte: Graça Dias – 215 825 426 – [email protected]

Deixe aqui o seu comentário