Audiências TV: SIC lidera numa semana em que a TVI volta a aproximar-se

Por a 28 de Setembro de 2020

Clipboard01Na semana 39, o consumo televisivo registou um recuo de aproximadamente 12 minutos. O tempo de visionamento diário por indivíduo foi de 5h28m. Na divisão de audiência por canal, o share do cabo foi de 35,3%, o mais fraco do ano. A SIC alcançou uma quota de 19,8%; e a TVI 18,2%, o melhor resultado de 2020, sendo esta semana a diferença entre estes dois canais de apenas 1,6p.p.. A RTP1 obteve um share de 11,7%, sendo mais uma vez inferior aos 12,8% de quota do Outros, que inclui o visionamento em time shift, streaming e vídeo/jogos.

No top dos canais pagos mais vistos, os principais destaques vão para a subida ao pódio da SIC Notícias, ao terceiro lugar, relegando o Hollywood para a quarta posição. O TVI Reality ocupa o sexto lugar, ao ultrapassar a TVI 24 e o Cartoon Network. Refira-se que agora este é o único canal da temática infantil a marcar presença na tabela da semana. Nas reentradas as novidades vão para o Fox Movies e Fox Life, no nono e décimo lugares. Com audiência de 79,6 mil telespectadores, imbatível na liderança encontra-se a CMTV. A Globo, também confortável, na segunda posição, conquistou uma audiência de 59,9 mil telespectadores.

Clipboard02Isto É Gozar Com Quem Trabalha – 2ª Vaga é mais uma vez o programa mais visto da semana, ao registar 15,2% de audiência média. O bloco da entrevista com Marisa Matias teve mais audiência, mas não reúne o critério de duração superior a 15 minutos, filtro deste ranking de programas. O segundo lugar pertence à edição de domingo do Jornal da Noite; segue-se de perto a novela Nazaré/2ª Temporada. O líder da programação de sábado Terra Nossa ocupa o quarto lugar da geral. A finalizar encontra-se o vencedor da oferta TVI Big Brother – A Revolução, com 12,7% de audiência.

Havas_media_groupNa programação do cabo as preferências dividem-se de novo entre conteúdos Globo e CMTV. O mais visto foi novamente a novela da Globo Bom Sucesso, com 288,3 mil telespectadores.

Análise Data Insights do Havas Media Group

Deixe aqui o seu comentário