Publicidade em era de Covid-19: Estar próximo nunca foi tão importante

Por a 13 de Julho de 2020
Susana Teixeira, sócia e directora-geral da Icebergue

Susana Teixeira, sócia e directora-geral da Icebergue

Estamos numa fase diferente e não esperada, pelo que todo o sector teve de adaptar-se rapidamente. Enquanto publicitários, temos muitas e boas ideias para as marcas dos nossos clientes, mas agora, além disso, também tivemos de reflectir melhor na nossa marca e propósito, o que podemos fazer mais por nós e pelos outros. No caso de algumas marcas, foi notória esta capacidade, que devemos também assumir enquanto publicitários, de forma a sensibilizar, mudar comportamentos e gerar conforto para o consumidor, sobretudo neste momento em que tudo é desconhecido. A nossa profissão tem também um carácter social que é muito estimulante.

Gosto de pensar que o que fazemos é muito mais do que ter boas ideias para as marcas terem sucesso, que é um objectivo importante, mas, acima de tudo, tem de haver um pensamento que o que estamos a fazer serve para apoiar e cuidar. Pois, nos tempos que correm, mais do que nunca, estivemos muito próximos, mesmo estando cada um no seu local.

Nos últimos tempos, é patente a importância de encurtar as distâncias, o que tem resultado em contactos muito mais frequentes com clientes, colegas e parceiros. E nem sempre os temas são só sobre trabalho, porque, afinal, antes do ser profissional, há um ser humano. Esta fase tem sido muito desafiante e, na verdade, pode haver mais pontos positivos do que negativos em determinados aspectos.

As agências de publicidade têm de mostrar ainda mais o lado próximo e conhecedor que têm do seu cliente, não só com o seu lado profissional, mas também um pouco pessoal. Esta ligação é essencial e faz crescer as relações que mantemos com todos. É, ainda, importante uma procura por fazer mais e melhor, através de um maior empenho de todas as pessoas envolvidas nos projectos.

Estes últimos meses foram também uma oportunidade para repensar e reinventar. As marcas têm de continuar a comunicar e nós, publicitários, temos de continuar a dar o nosso melhor por elas e pelas pessoas que nos acompanham neste percurso. Só assim é que faz sentido!

Sou uma sortuda por continuar a fazer o que gosto. Há sempre momentos altos e baixos, todos temos, mas os altos têm sempre de superar os outros, nunca baixar a guarda, e é aqui que temos de mostrar ainda mais resiliência, reflexão, trabalho e dedicação por algo que continuamos a acreditar.

*Por Susana Teixeira, sócia e directora-geral da Icebergue

Deixe aqui o seu comentário