Gonçalo Morais Leitão tem novo projecto para “fazer conteúdos de peso”

Por a 29 de Julho de 2020

HAND_LogoA Hand, que se apresenta ao mercado como uma “corrente criativa” que pretende ser “mais do que uma agência e uma produtora juntas”, é o novo projecto de Gonçalo Morais Leitão. O profissional, que passou por agências como TBWA, BBDO ou Cupido, trabalhou em televisão com passagens pela SIC e RTP e esteve mais recentemente na área de produção, aposta agora num novo projecto próprio que pretende “aproveitar o talento das pessoas que, pelas razões que todos sabemos, estão a ficar sem trabalho ou a ser dispensadas de muitas empresas desta área”. “Muitas vezes o critério dessa dispensa é o peso que têm nas estruturas. E não a falta de talento. Na Hand, como não temos estrutura fixa, damos a mão apenas ao melhor talento para fazer conteúdos de peso”, explica Gonçalo Morais Leitão. “Ao longo destes 25 anos andei a criar, a produzir ou a realizar para publicidade, televisão e cinema. Chegou a altura de juntar todas estas valências debaixo do mesmo tecto”, resume o criativo.

Publicitários, argumentistas, técnicos, produtores, realizadores, fotógrafos, actores, músicos ou artistas são alguns dos profissionais a enfrentar consequências da pandemia e que se enquadram no perfil procurado pela Hand, que criará uma rede de profissionais, descrita como “uma corrente criativa”, com o objectivo de produzir desde campanhas publicitárias a filmes, documentários, séries ou até programas de televisão, peças de teatro, entre outros conteúdos.

Quando recebemos um briefing de uma marca iniciamos a corrente criativa, chamando o talento necessário para esse projecto. Para isso, criámos uma base de dados a que demos o nome de Base de Mãos, composta só por profissionais talentosos, mas que precisam de uma mão”, explica Gonçalo Morais Leitão, acrescentando que “além disso, temos acesso a uma mão cheia de mentores independentes, com muita experiência em diversas áreas que chamaremos quando necessário”.

Deixe aqui o seu comentário