Cristina Ferreira regressa à TVI

Por a 17 de Julho de 2020

cristina ferreiraCristina Ferreira vai regressar à TVI como directora de entretenimento e ficção. Para além de regressar à estação, a apresentadora anunciou a sua intenção de comprar uma participação na Media Capital, com o intuito de vir a tornar-se também accionista do canal televisivo.
O regresso de Cristina à casa de origem acontece dois anos depois da sua saída, prevendo-se o início de funções a 1 de Setembro de 2020.

  “Trata-se de um regresso à casa mãe, com funções distintas e um projecto ambicioso ao qual era impossível dizer que não. É uma escolha conduzida pelo afecto com a firme vontade de contribuir para recolocar a TVI no coração de todos os portugueses”, diz Cristina Ferreira em comunicado.  “Cristina mostrará novas facetas da sua actividade profissional, para além da conhecida enquanto apresentadora”, prossegue o comunicado.

“Neste momento de saída, não posso deixar de agradecer à SIC, à sua administração, a oportunidade que me foi concedida e a possibilidade de trabalhar com profissionais de excepção. O meu muito obrigada a todos. A SIC é uma estação de televisão de referência, onde fui muito bem acolhida e para a qual formulo votos de maior sucesso profissional para o futuro”, termina.

De acordo com o Observador, há mais. “Ao que o Observador apurou, não só Cristina Ferreira vai ser directora de entretenimemto, como ainda deverá liderar a subsidiária Plural (a produtora de conteúdos de ficção), ascender à administração da Media Capital e deverá ser accionista da holding da Media Capita”, escreve o jornal online.

Cristina Ferreira, recorde-se, protagonizou, no Verão de 2018,  a grande transferência no mercado televisivo dos últimos anos.  No mês em que estreou o seu programa, em Janeiro de 2019, a estação conquistou a liderança dos dias úteis, o que não acontecia desde 2004, tornando-se líder em Março, situação na qual se encontra até hoje.

A decisão terá apanhado a SIC de surpresa. Meia hora depois de anunciada a decisão, a estação reage  em comunicado.  “Cristina Ferreira demorou decidiu cessar unilateralmente a sua ligação à SIC, colocando termo ao contrato que a vinculava até 30 de Novembro de 2022. A SIC lamenta a decisão abrupta e surpreendente, mas apesar da desilusão, quer agradecer o trabalho de Cristina Ferreira desenvolvido ao longo deste curto mas intenso período, no seio de uma equipa vencedora, que continuará a empenhar o seu talento e profissionalismo para merecer a confiança do público”, diz a empresa liderada por Francisco Pedro Balsemão, informando ainda que ” reserva todos os seus direitos em face desta situação.”

Quinze minutos depois da reacção da Impresa, também a Media Capital anunciou a contratação de Cristina Ferreira. “É com grande satisfação que a Media Capital dá conhecimento público que a TVI acaba de acordar com Cristina Ferreira a sua contratação como directora de entretenimento e de ficção”, diz o grupo. “Este regresso à sua casa de sempre enche-nos de satisfação. Cristina Ferreira é querida dos portugueses e esta contratação reforça a estratégia do Grupo Media Capital de estar mais próximo das suas audiências, enriquecendo as áreas de Entretenimento e de Ficção do Canal”, afirmou Manuel Alves Monteiro, desde ontem administrador delegado do grupo Media Capital.

“Sabemos que a Cristina Ferreira manifestou já junto da Prisa a intenção de adquirir uma participação no capital social da empresa; a concretizar-se, esse facto reforçará a ligação de Cristina ao Grupo e dará um significado ainda mais profundo a este regresso à TVI”, conclui.

Entretanto, também na sexta-feira, Pedro Mourinho, um dos principais e o primeiro rosto da SIC Notícias, anunciou internamente que vai deixar a estação. O jornalista vai integrar a direcção da TVI, provavelmente como subdirector. A equipa será anunciada nos próximos dias.

Deixe aqui o seu comentário