Audiências TV: Os canais e programas que lideraram na última semana

Por a 13 de Julho de 2020

Clipboard01Na semana 28 o consumo televisivo registou uma descida superior a nove minutos, no entanto este continua acima da fasquia das cinco horas, situando-se nas 5h25m, valor ainda superior ao período pré-pandemia. No share de audiência, o cabo caiu para os 36,5%; tal como a SIC, que desceu para os 20,8%. Sentido oposto para a TVI, cuja quota subiu para os 15,4%, share que se revela o mais elevado deste ano. A RTP1 também cresceu para 10,9%; comportamento acompanhado pelo Outros, que inclui o visionamento em time shift, streaming e vídeo/jogos, e que esta semana obteve 13,7% de share, valor mais uma vez acima da quota do canal público.

Quanto aos canais pagos mais vistos, destaca-se a performance dos canais infantis, que, com as férias escolares, ganham quer na subida de posições, quer no aumento do número de telespectadores. O Panda, que ocupa o 10º lugar, regressa ao ranking com o melhor desempenho do ano: 24 mil telespectadores/dia. Relativamente ao pódio continua a pertencer respectivamente a CMTV, Globo e TVI Reality. Na quarta posição encontra-se a SIC Notícias, que trocou de lugar com o Hollywood, que por sua vez desceu para o meio da tabela. Segue-se a Fox, que repete o lugar anterior. A TVI 24 protagoniza a maior descida da semana, e ocupa o nono lugar, atrás do Disney Channel e do Cartoon Network, que subiram ambos uma posição.
Clipboard02

O regresso de Nazaré/2ª temporada, com 13,8% de audiência média, foi o programa mais visto da semana de 6 a 12 de Julho. A segunda posição pertence novamente a Terra Brava. Seguem-se dois dos três blocos da edição de domingo do Big Brother: no terceiro lugar A Expulsão com 12,4%; e no seguinte Verdade ou Mentira com 11,8%. O Jornal da Noite fecha a tabela da semana.

Havas_media_groupConteúdos desportivos e novelas dividem o ranking da programação dos Pay TV. O que reuniu mais audiência: 241,7 mil telespectadores foi o programa da CMTV Golos/Famalicão x Benfica.

Análise Data Insights do Havas Media Group

Deixe aqui o seu comentário